Acesso ao principal conteúdo
Futebol/ Copa do Mundo

Brasil é goleado por 3 a 0 pela Holanda e fica em quarto na Copa

David Luiz observa a torcida, que apoiou a seleção até o fim, antes de vaiar os jogadores.
David Luiz observa a torcida, que apoiou a seleção até o fim, antes de vaiar os jogadores. REUTERS/Jorge Silva

A seleção brasileira se despede da Copa do Mundo com um amargo quarto lugar, ao perder de 3 a 0 para a Holanda, que termina a competição invicta e em terceiro lugar. Com o resultado, o Brasil não sobe ao pódio da Copa e frusta os torcedores que apostaram em um volta por cima, depois da derrota histórica para a Alemanha. A seleção brasileira deixou o campo sob vaias e não retornou ao gramado para assistir à entrega das medalhas aos vencedores.

Publicidade

Enviado especial da RFI a Brasília

O público que coloriu de amarelo o estádio Mané Garrincha, em Brasília, fez a sua parte, incentivou a seleção do começo ao fim e não deixou a equipe se abater mesmo após a abertura do placar pela Holanda. Logo aos dois minutos, os holandeses chegaram com perigo com uma jogada bem conhecida. Van Persie tabelou com Robben, que foi derrubado com um empurrão de Thiago Silva. O zagueiro levou cartão amarelo e reclamou que a falta foi cometida de fora da área. Mas o juiz marcou pênalti, convertido por Robin Van Persie, que chutou no ângulo esquerdo do goleiro brasileiro.

A seleção tentou absorver o choque inicial e ir para o ataque, mas encontrou dificuldades na marcação bem organizada dos holandeses.

Enquanto tentava encontrar alternativas para chegar ao gol de Cillessen, a Holanda apostava nos contra ataques e chegou ao segundo gol aos 16 minutos, depois de um erro primário de David Luiz. O zagueiro desviou um cruzamento com uma cabeçada para o centro da área. Blind aproveitou a falha e chutou sem chances para Júlio Cesar.

A seleção brasileira pouco criou e as raras oportunidades vieram com Oscar. Aos 21 minutos, em jogada individual, o meia atacante se livrou dos zagueiros, mas o chute parou nas mãos do goleiro Cillessen.

Segundo tempo

No segundo tempo, a torcida ainda tentou entusiasmar o time com gritos de incentivo na arquibancada. Precisando reverter o placar, a seleção brasileira voltou modificada, com Fernandinho no lugar de Luiz Gustavo.

No entanto, foram os holandeses que criaram a primeira oportunidade, com Robben. Aos 49 minutos, num contra ataque, o atacante avança na área, mas o chute foi desviado por Thiago Silva.

O técnico Felipão tentou dar mais poder ofensivo à equipe trocando Paulinho por Hernanes. As dificuldades para chegar com eficiência ao gol holandês, porém, continuaram.

A maior chance de reduzir o placar veio com Ramirez aos 14’. Em uma bela jogada, ele se livrou do zagueiro, esteve de frente para a meta, mas chutou para fora e à direita de Cillessen.

Aos 28, David Luiz teve oportunidade de cobrança de falta, idêntica à cobrada contra a Colômbia, mas a bola foi parar nas mãos do goleiro holandês.

Vaias

Já no final do jogo, torcedores descontentes tentaram gritar “olé” nas trocas de passes entre os holandeses, mas a maior parte dos torcedores abafou com gritos de “Brasil”.

O placar ainda não estava encerrado. Aos 46 minutos, veio o gol que enterrou as chances de recuperação do Brasil. Na jogada pela direita, com Robben, a bola cruzada na área encontrou livre de marcação Wijnaldum, que confirmou o terceiro lugar holandês na Copa.

Ao apito final, a seleção deixou o campo sob vaias da torcida. Os jogadores não assistiram à cerimônia de entrega de medalhas aos adversários. Mais de 68 mil pessoas tinham ido ao Mané Garrincha para acompanhar a partida, mas boa parte deixou o estádio antes mesmo do fim.

Mudanças em vão

O técnico Luiz Felipe Scolari tinha feito seis modificações no time contra a Holanda e realizou mais três ao longo da partida. Estreou com o lateral esquerdo Maxwell no lugar de Marcelo e, no meio campo, Paulinho e Ramires entraram no lugar de Fernandinho e Hulk, que acabaram retornando no segundo tempo. E no ataque, Willian entrou no lugar de Bernard e Jô, no de Fred.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.