Acesso ao principal conteúdo
Tênis/Copa Davis

Djokovic termina 2014 como n° 1 do mundo e Federer é dúvida para final da Copa Davis

O sérvio Novak Djokovic com o troféu da Barclays ATP World Tour Finals na Arena O2, em Londres
O sérvio Novak Djokovic com o troféu da Barclays ATP World Tour Finals na Arena O2, em Londres REUTERS/Suzanne Plunkett

O sérvio Novak Djokovic, vencedor do Masters de Londres após a desistência de Roger Federer por lesão, termina o ano como o melhor tenista da atualidade, de acordo com o novo ranking da ATP divulgado nesta segunda-feira (17). O suíço sofre de dores nas costas e passou a ser dúvida para a final da Copa Davis contra a França.

Publicidade

Djokovic, que conclui a temporada com um terceiro título consecutivo de Masters, já havia garantido o lugar mais alto na hierarquia do tênis ao garantir participação na semifinal do torneio londrino, que reuniu os oito melhores tenistas do mundo.

Roger Federer, segundo melhor do ranking da ATP, passa a ser dúvida para a final da Copa Davis a ser disputada entre França e Suíça no próximo final de semana. No domingo, o suíço surpreendeu ao renunciar à  final do Masters de Londres devido a uma contusão nas costas.

Federer, diante do público, alegou que não teria condições de jogar a final e tentar um sétimo título do Torneio dos Campeões, apesar do tempo de descanso, das sessões de fisioterapia e dos medicamentos contra dores.

"Não posso jogar, é muito arriscado na minha idade", justificou o tenista de 33 anos, minutos antes do início programado da partida. O número 2 do mundo evitou dar mais detalhes da gravidade de sua contusão e nem compareceu à tradicional entrevista coletiva.

Djokovic deu declarações que lançaram dúvidas sobre a possibilidade do suíço em disputar a final da Copa Davis. "Falei com ele depois e sobre a Copa Davis nem ele mesmo sabe. Há um ponto de interrogação", declarou o sérvio à imprensa.

Com a desistência de Federer, "Nole" faturou seu quartou troféu do Masters de Londres, depois de 2008, 2012 e 2013. O espanhol Rafael Nadal não participou do torneio.

O suíço Roger Federer  com problema nas costas desistiu da final do Torneio dos Campeões da ATP
O suíço Roger Federer com problema nas costas desistiu da final do Torneio dos Campeões da ATP REUTERS/Dylan Martinez

Final da Copa Davis sem Federer?

Depois de mostrar sua decepção ao público londrino, Federer também explicou em sua conta no Facebook "estar pagando o preço" de sua semifinal disputadíssima com seu compatriota Stanislas Wawrinka. Federer venceu o adversário por 2 sets a 1 depois de salvar 4 match points em quase 3 horas de jogo.

O suíço, no entanto, demonstrou otimismo e vontade de encarar seu último compromisso da temporada. "Espero me recuperar rapidamente, seguir para a França e estar pronto para esta final na terra batida", afirmou, em referência aos confrontos com os franceses na Copa Davis a partir de sexta-feira, em Lille, no norte da França.

O título de campeão da Copa Davis é um dos poucos que faltam na impressionante coleção de troféus do tenista, que já conquistou 17 Grand Slams na carreira. A ausência de Federer será uma grande decepção não apenas para os torcedores suíços como para o público da Copa Davis, que espera ver em ação um dos grandes tenistas da história.

Mesmo se disputar a final da Copa Davis e vencer, Roger Federer não poderá alcançar o sérvio Djokovic no ranking da ATP.

Classificação da ATP em 17 de novembro

1. Novak Djokovic (Ser) 11.510 pontos
2. Roger Federer (Sui) 9.700
3. Rafael Nadal (Esp) 6.835
4. Stan Wawrinka (Sui) 5.295
5. Kei Nishikori (Jap) 5.025
6. Andy Murray (Grã) 4.675
7. Tomas Berdych (RTc) 4.665
8. Milos Raonic (Can) 4.440
9. Marin Cilic (Cro) 4.150
10. David Ferrer (Esp) 4.045
 

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.