Acesso ao principal conteúdo
Espanha/Violência

Briga de torcidas do Atlético e Deportivo mata torcedor em Madri

Depois da morte de torcedor, policiais escoltam torcida do Deportivo La Coruña na saída do estádio Vicente Calderón, em Madri.
Depois da morte de torcedor, policiais escoltam torcida do Deportivo La Coruña na saída do estádio Vicente Calderón, em Madri. REUTERS/Susana Vera

Mais um triste episódio de violência no futebol. Uma briga entre torcedores do Atlético de Madri e Deportivo La Coruña, neste domingo (30), em Madri, provocou a morte de um torcedor do Deportivo. O homem foi jogado num rio pela torcida rival três horas antes do início da partida.

Publicidade

A vítima foi identificada como sendo Francisco 'Jimmy' Romero Taboada, de 43 anos, integrante de um subgrupo da torcida radical Riazor Blues, do Deportivo. Apesar de ter sido socorrido até um hospital, o torcedor morreu de traumatismo cranioencefálico e hipotermia.

A briga começou nos arredores do estádio Vicente Calderón, que fica ao lado de um parque de Madri onde passa o rio Manzanares. Outras 11 pessoas sofreram ferimentos provocados por armas brancas, socos e pontapés. O hospital informou ter recebido torcedores com lesões no crânio, trauma facial e fraturas. Vinte pessoas foram detidas. Um policial também ficou levemente ferido.

O Atlético de Madri divulgou um comunicado repudiando a violência. "O Atlético condena energicamente os incidentes. Os valores que fomentam o esporte devem prevalecer acima de qualquer rivalidade, e todos nós devemos lutar juntos contra a violência", diz a nota.

O Atlético acabou vencendo o Deportivo por 2 a 0.

Os jornais espanhóis estampam a tragédia em suas manchetes. Em entrevista ao site Marca, o ministro da Educação, Cultura e Esporte, José Ignacio Wert, admite a insuficiência das medidas tomadas até agora para combater a violência das torcidas radicais.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.