Acesso ao principal conteúdo
Tênis/França

Serena Williams e Lucie Safarova vão disputar final de Roland Garros

Non ce n'est pas une joueuse prenant un bain de soleil sur le Central, mais Lucie Safarova célébrant sa victoire en demi-finale face à Ana Ivanovic.
Non ce n'est pas une joueuse prenant un bain de soleil sur le Central, mais Lucie Safarova célébrant sa victoire en demi-finale face à Ana Ivanovic. RFI/ Pierre René-Worms

Depois de venceram suas adversárias nas semifinais disputadas nesta quinta-feira (4), a tcheca Lucie Safarova e a americana Serena Williams vão disputar o troféu Suzane Lenglen e o prêmio de € 1,8 milhão para quem ficar com o título. O confronto é inédito no saibro parisiense e Safarova vai disputar a final de um Grand Slam pela primeira vez na carreira.

Publicidade

Lucie Safarova foi a primeira a se classificar para a final. Ela derrotou a ex-campeã do torneio, Ana Ivanovic por 2 sets a 0, com parciais de 7/5, 7/5. Para chegar à sua primeira final, a tcheca, número 13 do ranking da WTA teve que superar um começo difícil.

Safarova perdeu seus dois primeiros serviços e viu a sérvia disparar no placar e abrir 5/2. Aos poucos seus golpes foram se encaixando e ela virou o placar. No set seguinte, Safarova dominou com mais facilidade e esteve sempre à frente, mas talvez pelo nervosismo na disputa de uma primeira semifinal no saibro parisiense, chegou a perder um match point por dupla falta.

Ana Ivanovic apenas arrastou por poucos minutos o suspense e cedeu no final com um segundo 7/5. Em seu melhor momento na carreira, Safarova não perdeu ainda nenhum set em seis partidas no saibro parisiense.

Lucie Safarova eliminó a la rusa María Sharapova.  REUTERS/Gonzalo Fuentes.
Lucie Safarova eliminó a la rusa María Sharapova. REUTERS/Gonzalo Fuentes.

Aos 28 anos, a tcheca vai disputar sua primeira final de Grand Slam na carreira e entrará em quadra no próximo sábado com o status de outsider. Ela vai tentar desafiar a melhor tenista da atualidade. Serena Williams mostrou na tarde ensolarada de Roland Garros que é capaz de enfrentar e superar até seu corpo doente. Gripada, a americana apareceu muitas vezes respirando fundo e cansada em cada ponto disputado.

No primeiro set, a americana não conseguiu impor seu jogo e viu a suíça Timea Bacsinszky concluir com 6/4. Aparentemente abatida pelo esforço, Serena compensou sua fragilidade física com a força mental e a experiência de quem já ergueu 19 troféus de Grand Slams na carreira.

A número 1 mundial mostrou porque se mantém no top do ranking aos 33 anos. Segurou a pressão de Timea e consegui fechar o segundo set com 6/3. Diante da determinação se sua adversária, a número 24 do ranking se perdeu em quadra e não conseguiu parar Serena que fechou em 6/0 e a partida em 2 sets a 1.

Ainda em quadra, Serena confessou não saber de onde encontrou forças para superar a suíça e o próprio corpo e interrompeu a declaração devido à tosse.

Marcelo garante Brasil na final de duplas

No torneio de duplas, o brasileiro Marcelo Melo e se parceiro Ivan Dodig confirmaram vaga na final com uma vitória de 2 sets a 0 sobre a dupla formada pelo romeno Horia Tecau e o holandês Jean-Julien Forjet. As parciais foram de 6/3 e 6/5. Marcelo Melo atribuiu a bela vitória ao entrosamente cada vez maior com o croata e a confiança que se instalou com os bons resultados do início da temporada e do torneio francês.

Na final, no sábado (6), Marcelo Melo e Dodig vão enfrentar a melhor dupla de todos os tempos, os irmãos gêmeos Mike e Bob Bryan, que já ergueram duas vezes o Aberto da França e entram como favoritos.

Nesta sexta-feira (5), serão disputadas as duas semifinais do torneio masculino. O sérvio Novak Djokovic, favorito, enfrenta o britânico Andy Murray e o francês Jo-Wilfried Tsonga encara o suíço Stanislas Wawrinka.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.