Acesso ao principal conteúdo
Europa/ inverno

Onda de frio já matou 470 pessoas na Europa

Canal Saint-Martin, em Paris, ficou congelado nesta terça-feira, mas não suficiente para suportar o peso de uma pessoa.
Canal Saint-Martin, em Paris, ficou congelado nesta terça-feira, mas não suficiente para suportar o peso de uma pessoa. REUTERS/Charles Platiau

O onda gelada que atinge a Europa não dá trégua e o balanço de vítimas do frio continua aumentando, principalmente no leste do continente. Pelos 470 pessoas morreram até agora, segundo estimativas oficiais. A maioria das vítimas foi registrada na Ucrânia, o país mais atingido, com 136 mortes nos últimos 11 dias.

Publicidade

Na capital francesa, a prefeitura de Paris foi obrigada a utilizar aparelhos especiais para quebrar o gelo que se formou nos canais de l’Ourcq e de Saint-Martin, no nordeste da cidade, para evitar que turistas e moradores passeiem sobre a água solificada. Em Amsterdã, na Holanda, o congelamento dos canais foi mais intenso e as pessoas chegam a patinar sobre o gelo.

Na Rússia, mais de 10 mil pessoas ficaram sem energia hoje no sul da Rússia devido a passagem de ventos fortes que danificaram cabos elétricos e também destelharam casas. Pelo menos 40 pessoas ficaram feridas. As temperaturas no sul do país e na capital Moscou são de até 22 graus negativos. Desde o início de janeiro 64 pessoas já morreram no país.
 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.