Acesso ao principal conteúdo
Grécia/Dengue

Grécia tem caso fatal de dengue 85 anos depois de erradicar o vírus

Idosos gregos manifestam contra cortes do governo na área da saúde, em Atenas.
Idosos gregos manifestam contra cortes do governo na área da saúde, em Atenas. REUTERS/John Kolesidis

Depois de passar 85 anos sem ter casos de dengue, a Grécia registrou um caso fatal da doença em agosto, informou hoje o Centro de Controle de Prevenção de Doenças (Keelpno). A vítima é um idoso de 80 anos, morador de Agrinio, no oeste do país. Ele faleceu no dia 30 de agosto no hospital de Patras, norte do Peloponeso.

Publicidade

O comunicado do Keelpno afirma que a dengue estava erradicada da Grécia desde a última epidemia conhecida da doença, em 1927-28. No entanto, a partir de 2003, as autoridades sanitárias gregas notaram a aparição do mosquito tigre, considerado um vetor potencial de transmissão do vírus.

Em pouco mais de dez anos, esse inseto tropical colonizou cerca de 20 países europeus da região do Mediterrâneo e também parte da Alemanha, Bélgica e Holanda. Casos isolados de dengue foram assinalados nos últimos anos na França e na Croácia sem apresentar risco de epidemia.

O Keelpno indicou que vai enviar uma equipe à região de Agrinio para verificar se há necessidade de distribuir inseticidas e tomar outras medidas de prevenção. Em julho, o mesmo Centro tinha lançado um alerta contra a presença do vírus do Nilo Ocidental, também transmitido por mosquitos, na periferia de Atenas. Esse vírus pode provocar desde uma febre passageira a uma encefalite grave. 

Na Sérvia, uma mulher morreu hoje de infecção provocada pelo vírus do Nilo Ocidental. Segundo fontes médicas locais, pelo menos outras 20 pessoas estão infectadas com o mesmo vírus.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.