Acesso ao principal conteúdo
República Tcheca/Eleições

Zeman e Schwarzenberg vencem 1º turno das presidenciais tchecas

Milos Zeman, candidato mais votado no primeiro turno das presidenciais tchecas, realizado neste sábado 12/01/2013.
Milos Zeman, candidato mais votado no primeiro turno das presidenciais tchecas, realizado neste sábado 12/01/2013. Reuters

O ex-primeiro-ministro de esquerda, Milos Zeman, e o atual ministro das Relações Exteriores, o conservador Karel Schwarzenberg, venceram o primeiro turno das primeiras eleições diretas para presidente na República Tcheca, realizado neste sábado. O duelo do segundo turno entre os dois candidatos pró-europeus acontece daqui a 15 dias.

Publicidade

O ex-primeiro-ministro social-democrata Milos Zeman, que comandou o governo tcheco de 1998 a 2002, liderou a votação no primeiro turno. Zeman, de 68 anos, obteve 24,21% dos votos. O chanceler e líder do partido conservador no poder, Karel Schwarzenberg, de 75 anos, ficou com 23,4%. O centrista Jan Fisher, que era um dos favoritos durante a campanha, ficou em terceiro lugar. Nove candidatos disputavam esse primeiro turno das presidenciais na República Tcheca.

O segundo turno, marcado para os dias 25 e 26 de janeiro, terá um duelo clássico entre direita e esquerda e os resultados indicam que os dois candidatos têm chances de ganhar. Os eleitores tchecos escolheram neste primeiro turno dois pró-europeus, indicando que o país quer uma mudança após 10 anos de governo do eurocético presidente Vaclav Klaus.

Mais de 61% dos 8,4 milhões de eleitores do país votaram neste primeiro turno. Essa é a primeira vez que os tchecos escolhem o presidente pelo voto direto e a eleição acontece num momento de crise econômica. O governo de centro-direita é criticado por sua política de austeridade e por diversos escândalos de corrupção.

Os dois primeiros presidentes desde a independência da República Tcheca, em 1993, foram eleitos indiretamente pelo parlamento do país. As votação direta foi decidida em fevereiro de 2012.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.