Acesso ao principal conteúdo
Europa/ energia

Alemanha tem quatro das cinco usinas mais poluentes da UE

Usina termelétrica de Jänschwalde, na Alemanha.
Usina termelétrica de Jänschwalde, na Alemanha. wikipédia

Um relatório da organização ambiental WWF indica que quatro das cinco usinas térmicas a carvão da União Europeia ficam na Alemanha. A associação cobra mais esforços do país para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, já que esse tipo de energia é o mais poluente de todos.  

Publicidade

A WWF publicou uma lista com os 30 locais que mais emitem CO2 no bloco europeu. A central que ocupa o topo do ranking é a Belchatow, na Polônia, mas as quatro seguintes são alemãs: as de Neurath e de Niederaussem, da companhia RWE, no oeste do país, e as de Jänschwalde e Boxberg, da sueca Vattenfall, instaladas no leste.

“A Alemanha consome mais carvão para a produção de eletricidade que qualquer outro país da União Europeia, à frente da Polônia e da Grã Bretanha, que ocupam respectivamente o segundo e o terceiro lugares”, diz o estudo Europe's Dirty 30 (Os Trinta mais Sujos”, em tradução livre). A pesquisa foi realizada em parceria com a Agência Europeia de Meio Ambiente e as organizações Climate Action Network, HEAL e Climate Alliance Germany.

No total, a Alemanha tem nove centrais classificadas como pouco respeitosas do meio ambiente, entre as 30 do ranking. O Reino Unido tem igual número de usinas consideradas poluentes demais. A lista segue com Polônia (4), Estônia (1), Espanha (1) e Portugal (1).

As centrais elétricas a carvão, responsáveis por 70% das emissões de CO2 do setor de energia no mundo, ainda respondem por 25% da produção energética europeia, de acordo com a WWF. “Na Europa, o número de centrais térmicas a carvão continua a funcionar por causa do preço relativamente baixo do carvão em relação ao gás. A isso se soma o baixo preço das cotas de emissão de CO2, que não orientam a indústria para uma produção menos poluente”, explica a organização. Para a associação, “a saída do carvão deve ser uma prioridade na Europa”.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.