Acesso ao principal conteúdo
Turquia/Comportamento

Turcas reagem após ministro dizer que mulheres não devem rir em público

Mulheres turcas postaram fotos sorrindo no Instagram e Twitter.
Mulheres turcas postaram fotos sorrindo no Instagram e Twitter. #direnkahkaha

As redes sociais na Turquia estão sendo tomadas nas últimas horas por fotos de mulheres sorridentes, em uma reação à declaração do vice-primeiro-ministro do país, que declarou que mulheres não deveriam rir em público. O episódio explicita a ascensão do discurso de inspiração islâmica do Partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP) no país.

Publicidade

Bulent Arinc é um dos co-fundadores do AKP e integra o governo de Recep Tayyip Erdogan. Na segunda-feira (28), ele fez um discurso por ocasião do fim do Ramadã – o jejum anual dos muçulmanos – em que lamentou a “decadência moral da sociedade moderna”. Arinc disse que “homens e mulheres devem ser morais, eles  devem saber o que é decente ou não” e que “mulheres não devem rir alto em frente a todo mundo e devem preservar a decência o tempo todo”.

Mulheres turcas estão desde terça-feira postando fotos para confrontar o vice-primeiro-ministro e denunciar o seu discurso. Sob as hashtags #kahkaha (sorridente) e #direnkahkaha (resistesorrindo), o movimento acabou se tornando um viral da internet.

Estado laico em perigo

O partido AKP, que governa o país, é acusado de tentar acabar com a separação entre religião e Estado na Turquia – a base da república secular fundada por Kemal Ataturk.

Arinc denunciou uma suposta “degradação moral” que teria inundado a sociedade com “drogas e prostituição” e teria atingido as populares novelas turcas. Ele também mencionou o uso de bonzai, uma droga sintética que se tornou popular em comunidades pobres do país. “Devemos redescobrir o Alcorão”, disse Arinc

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.