Acesso ao principal conteúdo
Alemanha/Greve

Greve dos pilotos da Lufthansa atrasa voos para o Brasil

Os pilotos da companhia aérea alemã Lufthansa fazem greve por 15 horas nesta terça-feira (30).
Os pilotos da companhia aérea alemã Lufthansa fazem greve por 15 horas nesta terça-feira (30). REUTERS/Michael Dalder

Nova greve volta a complicar tráfego aéreo europeu nesta terça-feira (30). Depois da Air France, os pilotos da companhia alemã Lufthansa, a maior da Europa, decidiram cruzar os braços hoje. A paralisação, de apenas 15 horas, afeta somente os voos internacionais do aeroporto de Frankfurt.

Publicidade

Ao menos 27 voos, dos 57 voos internacionais diários, foram cancelados hoje no aeroporto de Frankfurt. Os dois voos da companhia para o Brasil foram afetados e decolam somente amanhã de manhã, com cerca de 12 horas de atraso. O LH500, com destino ao Rio de Janeiro, que deveria decolar hoje às 22h15, só parte amanhã (1), às 9h30. O LH506, para São Paulo, decola às 10h35 de quarta-feira, ao invés de hoje às 21h55. Os voos da companhia que fazem a rota Brasil/Frankfurt operam normalmente.

Os outros aeroportos alemães não são atingidos pelo movimento, que começou às seis horas da manhã e acaba às 21h, pelo horário local. Essa é a quarta greve dos pilotos da Lufthansa desde o final de agosto, quando as negociações com a direção da empresa sobre a aposentadoria antecipada da categoria fracassaram. Atualmente, os pilotos podem parar de trabalhar aos 55 anos e receber 60% do salário. A Lufthansa quer passar esse direito para 60 anos. Como as outras companhias aéreas europeias que enfrentam dificuldades devido à concorrência das empresas low cost, a Lufthansa tenta reduzir custos e aprovou em 2012 um plano de reestruturação questionado pelos funcionários.

Greve Air France

A paralisação da companhia aérea alemã acontece quando o tráfego aéreo europeu ainda não está totalmente normalizado após a greve recorde dos pilotos da Air France, encerrada no domingo (28). Os pilotos cruzaram os braços durante 14 dias e a companhia afirma que precisa fazer manutenção nos aviões que ficaram parados tanto tempo.

Nesta terça-feira, 10% dos voos internacionais da companhia francesa ainda foram cancelados. A situação só volta ao normal amanhã, segundo a empresa.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.