Acesso ao principal conteúdo
França/Terrorismo

França começa a bloquear sites de apologia ao terrorismo

Comunicado do ministério do Interior sobre a retirada de um site extremista do ar.
Comunicado do ministério do Interior sobre a retirada de um site extremista do ar. twitter.com/_DavidThomson

O governo francês começou a aplicar a lei, adotada e promulgada há pouco mais de um mês, que retira do ar sites que fazem apologia do terrorismo. As primeiras ações contra a propaganda extremista foram tomadas nesta segunda-feira (16) pelo ministério do Interior, segundo apurou a Rádio França Internacional (RFI).

Publicidade

O jornalista David Thomson revelou que a primeira página do site islamic-news.info exibe uma mão vermelha acompanhada de uma mensagem do ministério do Interior. O texto explica ao internauta que ele será dirigido a um site oficial, pois seu "computador seria conectado a um página cujo conteúdo provoca atos terroristas ou fazem publicamente apologia de atos de terrorismo".

A medida faz parte de uma lei antiterrorista votada em novembro de 2014. Ela dá sinal verde para o Escritório Central de Luta Contra a Criminalidade ligado às Technologias da Informação e da Comunicação (OCLCTIC, na sigla em francês), fornecer uma lista de sites a serem bloqueados.

Se o editor ou o servidor do site não responderem aos pedidos de bloqueio do OCLCTIC, os fornecedores de acesso à internet são notificados sobre os sites a serem bloqueados.

O bloqueio é administrativo, sem intervenção de um juiz, o que faz do ministério do Interior o único órgão apto para avaliar os critérios que podem levar a retirada do site do ar.

Segundo a revista francesa Télérama, uma lista contendo até 50 nomes de plateformas já foi transferida para a União de coordenação da luta antiterrorista (Uclat).

 

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.