Acesso ao principal conteúdo
França

Cheias e inundações fazem 6 mortos no sudeste de França

Cheias e inundações fazem 6 mortos no sudeste de França
Cheias e inundações fazem 6 mortos no sudeste de França Valery HACHE / AFP

Um balanço humano pesado e estragos incalculáveis no sudeste de França, após um fim-de-semana de ventania, cheias e inundações. 6 pessoas foram mortas das quais 3 socorristas de um helicóptero da Protecção civil que se despenhou na região do sul, fustigada por intempéries que deixaram famílias enlutadas ou sem casas e comerciantes com suas lojas destruídas.   

Publicidade

Pela segunda vez em poucos dias o sudeste de França foi fustigado no útimo fim-de-semana por fortes chuvas provocando a morte de 6 pessoas, 3 delas,  levadas por correntes das cheias e 3 socorristas mortos na queda de um helicóptero.

No espaço de uma dezena de dias, foram 12 pessoas mortas nessa região do sul da França, fustigada por fortes chuvas, rajadas de vento e inundações cobrindo a zona de Var, Marselha, Riviera francesa, Nice ou Canes.  

O Presidente francês, Emmanuel Macron, reagiu na sua conta Twitter, decretando o estado de "alerta vermelho e dirigindo palavras de conforto e tristeza aos familiares das vítimas das intempéries no sul".

Governo e bombeiros ajudam pessoas que perderam quase tudo 

Para ajudar as pessoas ameaçadas por temporais cerca de 1.380 bombeiros foram mobilizados ontem apoiados por 6 helicópteros da Protecção Civil, dos quais um se despenhou matando a equipa, o piloto, o mecânico de bordo e 1 socorrista, declarou, na região, o ministro do Interior, Christophe Castaner.

Todas as escolas e liceus foram encerrados em Canes e várias localidades da região, com os seus habitantes e comerciantes a limpar as ruas e o pouco que lhes resta das suas pertenças engolidas pelas cheias do sul de França.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.