Acesso ao principal conteúdo
França/Política

França:governo decide repatriar jihadistas

A ministra da Justiça francesa, Nicole Belloubet
A ministra da Justiça francesa, Nicole Belloubet REUTERS/Gonzalo Fuentes

A França pode vir a repatriar jihadistas detidos pelos curdos na Síria. Quem o disse foi a ministra da Justiça, Nicole Belloubet, argumentando que não se pode arriscar a que eles se dispersem, pelo que mais vale ficarem sob controlo francês. Esta é uma mudança radical com o que até agora defendia Paris.

Publicidade

Segundo a ministra da Justiça, Nicole Belloubet, até a decisão divulgada no sábado, a França tinha trabalhado na possibilidade de, associada à outros Estados europeus, constituir um tribunal misto,no Iraque, para julgar os jihadistas estrangeiros, nomeadamente franceses, cujos países não desejam o seu regresso.

Belloubet declarou ao diário Libération, que entretanto a situação no Médio-Oriente mudou e por conseguinte era impossível julgar os jihadistas na região, o que colocou a França perante a única alternativa, que consiste em repatriar e julgar os islamistas franceses, que combateram pelo autodenominado Estado Islâmico.

A ministra da Justiça francesa,considerou ser um risco deixar à solta os jihadistas

De acordo com Marc Lopez, membro do colectivo Famílias Unidas, que defende o repatriamento dos jihadistas franceses, para que estes sejam julgados no seu país, até a data a ministra Nicole Belloubet não se tinha pronunciado tão claramente na matéria.

A dirigente especificou, no entanto, que a posição do governo francês não tinha mudado, porque considera que os jihadistas envolvidos em atrocidades devem ser julgados nos países aonde cometeram actos repreensíveis.

Em Dezembro de 2019, o ministro dos Negócios Estrangeiros, francês, Jean-Yves Le Drian admitiu que à curto prazo, um julgamento no Iraque não era viável, por causa da contestação que afecta o país do Médio-Oriente.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros, francês, não reagiu ainda à mudança de posição do governo,no que toca à delicada questão dos jihadistas detidos pelos curdos na Síria.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.