Acesso ao principal conteúdo
FRANÇA

Cineasta francês indiciado por agressão sexual

Christophe Ruggia, indiciado por agressão sexual, contesta a acusação.
Christophe Ruggia, indiciado por agressão sexual, contesta a acusação. Francois Guillot / AFP

O realizador francês Christophe Ruggia foi indiciado hoje pela justiça por abusos sexuais contra a actriz Adèle Haenel quando esta era adolescente. O cineasta desemente, mas ficará sob controlo da justiça.

Publicidade

O cineasta de 55 anos contesta os factos de que é acusado pelo Ministério público.

Ou seja agressões sexuais contra menor de 15 anos por parte de pessoa com autoridade sobre a vítima.

Christophe Ruggia ficou 48 horas sob custódia policial e agora fica sujeito a controlo da justiça.

De acordo com a agência AFP o suposto agressor e a eventual vítima foram ambos ouvidos, tanto um como o outro mantiveram a sua versão dos factos, ou seja palavra contra palavra.

Actriz francesa Adèle Haenel acusa cinaesta Christophe Ruggia de assédio sexual quando era adolescente.
Actriz francesa Adèle Haenel acusa cinaesta Christophe Ruggia de assédio sexual quando era adolescente. AFP

Numa investigação publicada em Novembro no site Mediapart Adèle Haenel, de 31 anos, acusava o cineasta de "assédio sexual permanente" entre 2001 e 2004 e de agressões sexuais.

O realizador tinha dado o pontapé de saída à carreira da actriz com apenas 12 anos para um primeiro filme que estreou em 2002.

Haenel tem agora 31 anos, ela foi recompensada em 2015 com o prémio de melhor actriz em França na Cerimónia dos césares no filme "Les Combattants".

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.