Acesso ao principal conteúdo
Óscares

Filme “Parasitas” faz história em Hollywood

Bong Joon Ho, realizador de "Parasitas". Cerimónia de entrega dos Óscares, Dolby Theatre, em Hollywood.9 de Fevereiro de 2020.
Bong Joon Ho, realizador de "Parasitas". Cerimónia de entrega dos Óscares, Dolby Theatre, em Hollywood.9 de Fevereiro de 2020. REUTERS/Danny Moloshok

O filme "Parasitas", do sul-coreano Bong Joon Ho, entrou para a história de Hollywood como a primeira produção em língua não inglesa a vencer o Óscar de Melhor Filme. A obra ganhou, também, nas categorias de Melhor Filme Estrangeiro, Melhor Realização e Melhor Argumento Original.

Publicidade

A 92.ª edição dos Óscares entrou para a história como a primeira que atribuiu a estatueta de Melhor Filme a uma produção em língua não inglesa. "Parasitas", do realizador sul-coreano Bong Joon Ho, venceu os Óscares de Melhor Filme, Melhor Filme Estrangeiro, Melhor Realização e Melhor Argumento Original.

Um filme muito amado no mundo inteiro” e que beneficiou do “alargamento de mais pessoas a votarem no mundo”, considerou o realizador português Jorge Vaz Gomes.

É um grande filme. Merece, sem dúvida alguma, todos os prémios que ganhou. É, de facto, inusitado ter sido nomeado para melhor filme e para melhor filme estrangeiro em simultâneo porque então perguntamo-nos porque é que não há mais filmes estrangeiros que são nomeados para a categoria principal dos Óscares. Há vários filmes estrangeiros igualmente fortes, nos últimos anos (...) Mas também é muito fácil explicar: a Academia nos últimos anos, depois do fenómeno ‘OscarsSoWhite’, decidiu alargar a base de eleitores da Academia. Portanto, esta abertura foi para produtores, realizadores, artistas cinematográficos do mundo inteiro. Isto faz com que os prémios, de repent,e tenham ficado um bocado menos ‘norte-américa-centrados’ e um bocadinho mais globais”.

Oiça aqui a análise mais completa de Jorge Vaz Gomes.

Jorge Vaz Gomes, Realizador

Joaquin Phoenix venceu o Óscar de Melhor Actor Principal no filme "Joker" e considerou que "o maior presente" que lhe foi dado, assim como aos seus colegas, foi "a oportunidade de usar a voz pelos que não têm voz".

Renée Zellweger venceu o Óscar de Melhor Actriz Principal por "Judy" e Laura Dern levou a estatueta de Melhor Actriz Secundária por "História de um Casamento" ["Marriage Story"], dizendo que agora há papéis mais entusiasmantes para as actrizes e que há alguns anos não teria tido a oportunidade de interpretar mulheres tão poderosas.

Brad Pitt venceu na categoria de Melhor Actor Secundário por "Era Uma Vez... em Hollywood".

Na categoria de Melhor Argumento Adaptado, a Academia premiou Taika Waititi, por "Jojo Rabbit", um filme que o argumentista considerou ser uma "resposta ao ressurgimento da intolerância e discurso de ódio".

Hildur Guðnadóttir ganhou o Óscar para Melhor Banda Sonora Original, no filme "Joker" e disse que está na altura de abrir a indústria a mais mulheres.

Julia Reichert venceu o Óscar de Melhor Documentário por "Uma Fábrica Americana", com Steven Bognar e o produtor Jeff Reicher, e afirmou que as mulheres devem ajudar-se mutuamente e já não precisam de se encaixar no patriarcado.

"O Irlandês”, realizado por Martin Scorsese e produzido pela Netflix, tinha 10 nomeações mas não ganhou nada.

"Toy Story 4" venceu como Melhor Filme de Animação (longa-metragem), contra os favoritos "Klaus" e "Missing Link".

Nas categorias técnicas, “1917”, de Sam Mendes, venceu nas categorias de Melhor Fotografia, Melhor Mistura de Som e Melhores Efeitos Visuais.

"Le Mans '66: O Duelo" venceu o Óscar de Melhor Edição de Som, enquanto "Era Uma Vez... em Hollywood" teve a Melhor Cenografia.

A Melhor Canção Original foi "(I'm Gonna) Love Me Again", de Elton John e Bernie Taupin, no filme "Rocketman".

"Mulherzinhas" ficou com o Óscar de Melhor Guarda-Roupa e "Bombshell - Um Escândalo" ficou com o Óscar de Melhor Caracterização.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.