Acesso ao principal conteúdo
Política/França

França: Assembleia Nacional inicia debate sobre reforma de pensões

O Palácio Bourbon, sede da Assembleia Nacional francesa.
O Palácio Bourbon, sede da Assembleia Nacional francesa. LUDOVIC MARIN / AFP

Com em pano de fundo uma greve nos transportes, sem grande impacto no quotidiano dos utentes, os deputados franceses iniciaram n segunda-feira o debate sobre o controverso projecto de reforma do sistema de pensões. Depois da maior greve da história dos transportes públicos franceses e de longas semanas de contestação social, o debate na Assembleia Nacional deveria representar uma centena de horas. Mais de 42.000 alterações à reforma foram apresentadas pela oposição.

Publicidade

Desde o início do debate na Assembleia, o ex-deputado do partido governamental e agora ministro da Saúde Olivier Véran apelou a oposição ao respeito das regras do debate, porque, segundo ele, o República Em Marcha respeita o Parlamento.

Véran foi imediatamente objecto de zumzum por parte da oposição, confirmando a tensão que rodeia a polémica reforma do sistema de pensões.

Duas semanas de debates estão previstas para a primeira leitura da reforma, que se articula em redor de dois projectos de lei, o orgânico e o ordinário e prevêm a transformação dos 42 regimes de pensão, actualmente existentes em França, num único por pontos.

O executivo de Emmanuel Macron defende que o sistema proposto é mais justo e espera que a controversa reforma seja adoptada pela Assembleia Nacional no primeiro exame antes das eleições municipais de 15 e 22 de Março.

No caso de as expectativas do governo, chefiado por Edouard Philippe, concretizarem-se, a nova reforma do sistema de pensões francês será definitivamente adoptada antes de 21 de Junho, não obstante a obstrução parlamentar da oposição.

Tanto a direita como a esquerda,na oposição, denunciam desde há varias semanas a indefinição da reforma e exigem esclarecimentos por parte do governo de Philippe.

Jean-Luc Mélenchon, chefe de fila do França Insubmissa, oposição de esquerda, afirmou que o seu partido fará todos os possíveis para que a reforma não seja adoptada.

Paralelamente ao debate parlamentar, as organizações sindicais voltarão a reunir-se na terça-feira, no âmbito da procura de um equilíbrio financeiro para o sistema de pensões.

Na segunda-feira, várias centenas de pessoas manifestaram em frente do edifício da Assembleia Nacional,para protestar contra o projecto de reforma governamental.

Os sindicatos,entre os quais a CGT,apelaram a uma nova greve na próxima quinta-feira contra o projecto de lei.

França: Assembleia Nacional inicia debate sobre reforma de pensões 17 02 2020

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.