Acesso ao principal conteúdo
França/Coronavírus

Covid-19: França reage a estudo que mostra ineficácia da hidroxicloroquina

Olivier Véran, minsitro francês da Saúde
Olivier Véran, minsitro francês da Saúde Ian Langsdon/Pool via REUTERS

O ministro da Saúde francês, Olivier Véran, pediu este sábado ao Conselho Científico da Saúde Pública para rever as regras de prescrição da hidroxicloroquina. A decisão do ministro acontece após a publicação de um estudo que conclui que a toma de medicamentos anti-malária para tratar a Covid 19 apresenta riscos sérios, inclusive o aumento da mortalidade.

Publicidade

O ministro Olivier Véran reagiu ao estudo, publicado na sexta-feira, que concluiu que a toma da hidroxicloroquina é ineficaz. O ministro da Saúde francês pediu ao Conselho Científico da Saúde Pública para, no espaço de 48 horas, propor a revisão das regras de prescrição da hidroxicloroquina.

Dois estudos, um chinês e outro francês, publicados na semana passada, concluíram que a hidroxicloroquina que a toma de medicamentos anti-malária para tratar a Covid 19 apresenta riscos sérios, inclusive o aumento da mortalidade.

Um outro estudo, publicado esta sexta-feira, diz que a toma de medicamentos anti-malária, como hidroxicloroquina, se mostrou ineficaz contra a Covid-19 nos doentes hospitalizados. De acordo com o mesmo estudo, esta molécula apresenta riscos sérios, inclusive o aumento da mortalidade e de arritmias.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.