Acesso ao principal conteúdo
França/Frio

Onda de frio já causou 4 mortes na França

Corredores enfrentando neve no domingo de manhã, em Paris.
Corredores enfrentando neve no domingo de manhã, em Paris. Reuters

A onda de frio que atinge a França há uma semana já deixou 4 mortos e acionou o alerta laranja para frio intenso ou neve e granizo em 75 departamentos do país neste domingo, 5 de fevereiro. Segundo o serviço de meteorologia France Meteo, as baixas temperaturas vão prosseguir no país até pelo menos quarta-feira.

Publicidade

O alerta devido ao mau tempo atingiu neste domingo boa parte da França, especialmente a região oeste do país onde os termômetros registrada até . Camadas e neve de até 20 centímetros foram registradas em diversas rodovias, dificultando a circulação de veículos.

Apesar de nenhum acidente ter sido sinalizado até a manhã de domingo, as autoridades insistiam para os motoristas redobrarem a vigilância ao volante.

Entre as vítimas fatais do frio estão dois idosos com mal de Alzheimer que na sexta-feira deixaram o centro onde estavam hospedados em Toulouse e foram encontrados mortos. Uma sem-teto de 46 anos foi encontrada morta de frio em Compiègne, na região norte do país e uma criança de 11 anos morreu após o lago congelado onde brincava ter cedido. As equipes de resgate, que chegaram ao local vinte minutos depois do acidente, não conseguiram reanimar a vítima.

As autoridades do país descartam panes de eletricidade devido ao aumento do consumo de energia.  Em entrevista neste domingo ao Journal de Dimanche, o presidente da EDF, principal fornecedora de energia do país afirma que não haverá problemas na oferta de eletricidade, mesmo durante o pico de consumo previsto para a noite desta segunda-feira, 6 de fevereiro.

O ministro francês da Economia, François Baroin, afirmou neste domingo que o país não terá problemas de fornecimento apesar da onda de frio itnenso que atinge o país. 

Leste europeu

Na Polônia, o número de vítimas por hipotermia subiu para 53 desde o início da onda de frio no país, há 10 dias, após a confirmação de oito mortos nas últimas 24 horas. .As temperaturas mais baixas, de aé 22° n,egativos, foram registradas na madrugada deste domingo na região nordeste do país.

As autoridades mudaram as regras para os centros de acolhida de emergência e pessoas alcoolizadas também poderão ser atendidas. A polícia pediu aos moradores que informem os locais onde estão os sem-teto.

Na Lituânia, o balanço de mortos chegou a 15 no final de semana.

Na Sérvia, com mais duas mortes confirmadas neste domingo, o número de vítimas da onda de frio já chegoou a 15 e, segundo a defesa civil do país, pelo menos 70 mil pessoas que vivem em vilarejos estavam isoladas devido a grande quantidade de neve.
 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.