Acesso ao principal conteúdo
Brasil/Eleições/França

Brasil é mais avançado que a França no processo eleitoral, diz deputado franco-brasileiro

Eduardo Rihan Cypel é o único deputado franco-brasileiro na França.
Eduardo Rihan Cypel é o único deputado franco-brasileiro na França. RFI/Maria Emilia Alencar

Eduardo Rihan Cypel, único deputado franco-brasileiro da França, votou neste domingo em Paris. Em entrevista à RFI, ele comenta as diferenças entre os processos eleitorais nos dois países e ressalta que, em alguns aspectos, o Brasil é mais avançado que a França.

Publicidade

Baseado em sua experiência política na França, o deputado comentou as eleições brasileiras e as diferenças entre os dois sistemas. Segundo ele, esse pleito é uma vitória da democracia no Brasil, que “mostra sua maturidade”.

“Muitas vezes os brasileiros acham que a França tem muito mais avanço em alguns aspectos, o que é verdade. Mas em outros aspectos, o Brasil é muito mais avançado”, disse Cypel. “Tem o voto eletrônico – que ainda não se popularizou nas eleições francesas –, tem a proibição de acumular mandatos, que fizemos agora na França e só será aplicada em 2017, e tem essa forma de liberdade e emancipação que permitiu que um operário, sem nenhum diploma, fosse presidente de um país grande como o Brasil”, ressaltou.

Natural de Porto Alegre (RS), Cypel mudou-se com a família para a França quando tinha dez anos. Em 1996, aos 22 anos, obteve a nacionalidade francesa. Desde 2004, ele integra o Partido Socialista e, em 2012, participou da campanha presidencial de François Hollande, encarregado das questões de imigração. No mesmo ano, ele se elegeu deputado da localidade de Seine-et-Marne, na região da grande Paris.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.