Acesso ao principal conteúdo
França

Franceses que escrevem para Hollande poderão ser recebidos no Palácio do Eliseu

O presidente francês François Hollande na saída do Palácio do Eliseu.
O presidente francês François Hollande na saída do Palácio do Eliseu. REUTERS/Ian Langsdon/Pool

Em baixa nas pesquisas de popularidade, François Hollande, decidiu ir ao encontro dos cidadãos franceses. Segundo o jornal Le Parisien, o presidente francês criou um espaço especial na sua agenda para receber franceses que escreveram cartas solicitando um encontro com o chefe de Estado.  

Publicidade

O primeiro grupo de cidadãos franceses a ser recebido pelo presidente francês no Palácio do Eliseu foi formado por cinco pessoas. Entre eles, o dono de uma pequena empresa, uma bibliotecária, um aposentado e um desempregado. Eles vieram de várias regiões da França e tiveram as despesas da viagem pagas pela Presidência. Esses franceses anônimos nunca tinham visto o presidente francês de perto, mas haviam escrito cartas para Hollande.

Segundo a Presidência, o chefe de Estado francês recebe, em média, 2000 cartas e e-mails por dia solicitando um encontro com o presidente. A missão dos assessores do presidente é, agora, a de selecionar as pessoas que serão recebidas no Palácio do Eliseu. O primeiro encontro, na sexta-feira passada, foi mantido em sigilo e não apareceu na agenda.

De acordo com o jornal Le Parisien, essa série de encontros com os “franceses comuns” era um sonho antigo de François Hollande. O ex-presidente socialista François Mitterand também cultivou o hábito, de forma discreta, durante os 14 anos em que permaneceu no poder.

A próxima rodada de visitas deve acontecer em janeiro de 2015, mas Hollande espera manter os encontros ao longo do próximo ano. Para quem quiser tentar um encontro com o presidente, o endereço é: Palais de l'Elysée, 55, rue du Faubourg-Saint-Honoré, 75008 Paris. A carta deve ter como destinatário : "François Hollande, Monsieur le Président de la République".

 

 

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.