Acesso ao principal conteúdo
Greve/França

Greve prevê cancelamento de 50% dos voos na França na quinta-feira

Painel no aeroporto Charles de Gaulle informa sobre a greve dos controladores aéreos na França.
Painel no aeroporto Charles de Gaulle informa sobre a greve dos controladores aéreos na França. AFP PHOTO / FRED DUFOUR

Uma greve dos controladores aéreos franceses perturba fortemente os voos nos dois maiores aeroportos na França desde terça-feira (7). Nesta quarta-feira (8), cerca de 40% dos voos foram cancelados preventivamente. Atrasos e cancelamentos de última hora podem acontecer durante todo o dia até amanhã, quando o movimento vai aderir a uma paralisação nacional contra a austeridade e cancelar 50% dos voos.

Publicidade

Uma greve dos controladores aéreos franceses perturba fortemente os voos nos dois maiores aeroportos na França desde terça-feira (7). Nesta quarta-feira (8), cerca de 40% dos voos foram cancelados preventivamente. Atrasos e cancelamentos de ultima hora podem acontecer durante todo o dia até amanhã, quando o movimento vai aderir a uma paralisação nacional contra a austeridade e cancelar 50% dos voos.

A greve dos controladores aéreos afeta todas as companhias que operam na França e tem principalmente impacto nos voos domésticos e regionais. A Air France, a principal empresa aérea do país, garante que vai manter a maioria dos voos internacionais.

Voo para o Brasil é cancelado

Até o momento, dos cinco voos da Air France para o Brasil previstos nesta quarta-feira, apenas o AF520, que deveria decolar às 11h20 do aeroporto Charles de Gaulle em direção à Brasília, foi cancelado. Os outros voos para o Rio de Janeiro e São Paulo estão mantidos. Já os trajetos que saem do Brasil com destino a Paris não foram afetados.

A greve dos controladores aéreos estava inicialmente prevista para acontecer em 25 de março, mas foi adiada pela categoria devido ao acidente com o avião da Germanwings, nos Alpes franceses.

O sindicato da categoria reivindica melhorias na organização do trabalho e é contra o aumento da idade da aposentadoria para 59 anos, ao invés de 57 atualmente. A França é o único país da Europa Ocidental que permite que os controladores aéreos trabalhem até essa idade. Caso as negociações sobre essa questão não evoluam, outras duas greves serão realizadas: de 16 a 18 de abril e de 29 de abril a 2 de maio.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.