Acesso ao principal conteúdo
França

França primeira volta das eleições regionais

Primeira volta das eleições regionais em França 5/12/2015
Primeira volta das eleições regionais em França 5/12/2015 REUTERS/Pascal Rossignol

São grandes as expectativas quanto aos resultados das eleições regionais em França, cuja primeira volta se realizou este domingo, estando a segunda volta agendada para o próximo domingo dia 13 de Dezembro.

Publicidade

A primeira volta das eleições regionais em França foi marcada por uma abstenção superior a 40%, tal como sucedeu na eleição precedente de Março.

O escrutínio decorreu pela primeira vez sob o regime de estado de emergência, decretado na sequência dos atentados de Paris e arredores perpetrados a 13 de Novembro e é marcado pelo novo mapa eleitoral, caracterizado pela redução para 13 das até então 22 regiões francesas, um estatuto que entra oficalmente em vigor a 1 de Janeiro de 2016.

Destas 13 regiões pelo menos 4 poderiam passar a ser controladas pelo partido de extrema direita Frente Nacional de Marine Le Pen, uma delas é a região Pas-de-Calais Picardie, cuja capital é Lille onde se encontra a nossa enviada especial Liliana Henriques

Com 6 milhoes de habitantes, a região Pas-de-Calais Picardie é um concentrado do que tem acontecido em França nos últimos anos, nomeadamente em termos de desemprego.

Outrora região de minas e indústrias, designadamente no sector do textil, a mundialização passou por ali a partir dos anos 90 e as fábricas voaram para países menos gulosos em impostos e salários.

Agora, esta região que segundo estimativas contribui para 7% do PIB francês, tem uma população jovem com fraco acesso ao emprego e à formação, o desemprego tendo chegado a ultrapassar os 12%.

Nos últimos tempos, tem-se falado numa retoma económica que poderia vir do sector das infraestruturas mas o fenómeno é demasiado ténue, para eclipsar a preocupação número um das pessoas que encontramos aqui: o desemprego e o sentimento de insegurança daí decorrente.

Mas apesar do flagelo do desemprego e da insegurança que grassa nesta região do nordeste da França, a população parece ter afluido às urnas em número superior ao do precedente escrutínio.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.