Acesso ao principal conteúdo
Economias

Esquerdas radicais europeias querem novo modelo económico

Áudio 13:19
Em primeiro plano o grego Yanis Varoufakis, o francês Jean Luc Mélenchon e o alemão Oskar Lafontaine, personalidades do Forum das esquerdas radicais reunidas a 25 de janeiro em Paris.
Em primeiro plano o grego Yanis Varoufakis, o francês Jean Luc Mélenchon e o alemão Oskar Lafontaine, personalidades do Forum das esquerdas radicais reunidas a 25 de janeiro em Paris. AFP PHOTO/JACQUES DEMARTHON

No magazine Economias desta semana vamos analisar mais alargadamente o recente Forum das Esquerdas radicais europeias que se reuniram em Paris no passado sábado 23 de janeiro, à procura de ideias para um Plano B de substituição à política de austeridade económica em vigor na Europa.Personalidades do mundo da política, da economia e da vida social estiveram em Paris em torno da Frente de Esquerda, de Jean-Luc Mélenchon, para pensarem uma Europa mais social.Entre estas personalidades, de notar as presenças de Oskar Lafontaine, antigo dirigente e ministro dos sociais-democrtas do SPD alemão e depois fundador do Partido de esquerda, "Die Linkspartei", ou do antigo ministro grego das finanças, Varoufakis.Para Bruno Fialho, coordenador internacional da Frente  de Esquerda, em França, "estamos a entrar na segunda fase da crise europeia que vai ser uma crise mundial e que vai ser muito mais forte daquela de vivemos em 2008 e 2009." 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.