Acesso ao principal conteúdo
Futebol

Michel Platini vai demitir-se da UEFA

Michel Platini, presidente demissionário da UEFA.
Michel Platini, presidente demissionário da UEFA. Reuters/Eric Gaillard/Files

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) em Lausana, na Suíça, divulgou esta segunda-feira a decisão quanto ao caso Michel Platini. O presidente francês da UEFA viu a sua suspensão ser reduzida de seis para quatro anos. Michel Platini vai demitir-se da UEFA após esta decisão.

Publicidade

Era o tudo ou nada para Michel Platini. O antigo internacional francês e actual presidente da UEFA esperava que o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) anulasse a decisão dos tribunais da FIFA, o organismo que gere o futebol mundial.

A suspensão voltou a ser reduzida, desta vez de seis para quatro anos. Lembramos que Michel Platini, presidente francês da UEFA desde 2007, e Joseph Blatter, antigo presidente suíço da FIFA entre 1998 e 2015, foram suspensos por oito anos das actividades ligadas ao futebol pela justiça interna da FIFA, uma sanção que foi reduzida para seis anos em Fevereiro num primeiro recurso apresentado no Comité da FIFA.

Apesar da suspensão ser agora de metade, quatro anos, não é suficiente para Michel Platini manter-se na liderança da UEFA, organismo que gere o futebol europeu.

O antigo jogador da Selecção francesa vai ter de se demitir do cargo para o qual vai haver eleições brevemente e não poderá estar presente no Campeonato da Europa.

A UEFA deverá organizar agora um Congresso para eleger um novo presidente antes do início do campeonato da Europa que vai decorrer em França.

Ouça a crónica sobre o caso Michel Platini.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.