Acesso ao principal conteúdo
Ténis

Roland-Garros: João Sousa segue em frente na vertente de pares

Grand Slam de Roland-Garros
Grand Slam de Roland-Garros Foto: Pierre Rene-Worms

Quinto dia de competição em Paris no Grand Slam de Ténis de Roland-Garros. O melhor lusófono no ranking mundial, João Sousa, foi eliminado na vertente de singulares mas alcançou o apuramento para a segunda ronda na vertente de pares.

Publicidade

Em Paris prossegue o Grand Slam de Roland-Garros. Esta quinta-feira várias cabeças-de-série apuraram-se como por exemplo o espanhol Rafael Nadal, que venceu por nove vezes o torneio na vertente masculina, ou ainda o sérvio Novak Djokovic, número 1 no ranking mundial, enquanto na vertente feminina, a número 1 mundial e vencedora do torneio no ano passado, Serena Williams, também alcançou o apuramento frente à brasileira Teliana Pereira (6-2 e 6-1).

O tenista português João Sousa disputou dois encontros. Na vertente de singulares, o atleta luso perdeu frente ao letão Ernests Gulbis em três sets com os parciais de 6-2, 7-5 e 6-3. No entanto na vertente de pares, com o argentino Leonardo Mayer, o português conseguiu derrotar em dois sets a dupla franco-hispánica, Chardy-Verdasco, com os parciais de 6-2 e 6-4.

João Sousa, em entrevista à RFI, abordou os dois jogos.

O sentimento é que o ténis é assim e temos que aceitar. O jogo de singulares foi menos bem conseguido para mim, sem querer tirar mérito ao meu adversário porque ele fez um excelente jogo. Acho que não joguei a um bom nível, fisicamente não estive à altura do desafio e daí a vitória dele. Nos pares, acho que fiz um grande jogo, um nível muito bom, quer seja a responder ou a servir, portanto acho que fiz um excelente jogo e estou contente com a vitória nos pares. É um sabor agridoce, mas o ténis é mesmo assim”, admitiu o tenista luso.

 “Salvo erro acho que é a primeira vez que eles jogam juntos, nunca é fácil quando se joga pela primeira vez, então eles estiveram a experimentar. Eu e o Leonardo já jogámos muitas vezes juntos e portanto é sempre mais fácil quando se conhece o parceiro. Acho que fizemos um excelente jogo, um nível altíssimo. Este par, mesmo não jogando muitas vezes junto, acho que é um par fortíssimo. Acho que fizemos um encontro quase perfeito”, afirmou João Sousa.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.