Acesso ao principal conteúdo
França

Sul de França afectado pelos incêndios

Cidade de Vitrolles, no sul de França.
Cidade de Vitrolles, no sul de França. BORIS HORVAT / AFP

Os incêndios que começaram na quarta-feira destruíram três mil hectares no sul de França e fizeram sete feridos, incluindo quatro em estado grave. Ao início da tarde de hoje a situação estava sob controlo mas as autoridades temiam reacendimentos.

Publicidade

Os incêndios que começaram na quarta-feira à tarde destruíram 3.300 hectares de vegetação na região de Bouches-du-Rhône, no sul de França. Sete pessoas ficaram feridas, quatro em estado grave, de acordo com as autoridades. Cerca de 20 casas arderam na localidade de Vitrolles, a pouco mais de 20 quilómetros de Marselha, assim como vários edifícios industriais e há importantes danos materiais.

Várias estradas e auto-estradas foram cortadas junto a Marselha e o tráfego aéreo no aeroporto da cidade foi afectado, mas esta tarde a situação regressava progressivamente à normalidade. No total, estão mobilizados no combate aos fogos 2500 bombeiros, 500 viaturas e cinco aviões Canadair.

Ao início da tarde desta quinta-feira, a maior parte das frentes estava dominada mas os bombeiros temiam reacendimentos nas regiões de Hérault, Gard e Bouches-du-Rhône devido aos ventos violentos. Os incêndios foram dominados “in extremis” às portas de Marselha, a segunda maior cidade francesa.

Um indivíduo de 50 anos foi detido para interrogatório, mas o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, disse que ainda é muito cedo para saber se houve fogo posto.

Estes incêndios são os mais graves em França desde 2003, quando mais de 20.000 hectares arderam nas montanhas de Maures e Esterel, também no sul do país.

 

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.