Acesso ao principal conteúdo
França

Sondagem aponta Marine Le Pen na segunda volta das presidenciais

Marine Le Pen, Candidata da Frente Nacional às eleições presidenciais em França.
Marine Le Pen, Candidata da Frente Nacional às eleições presidenciais em França. ALAIN JOCARD / AFP

Uma sondagem realizada pelos institutos Cevipof, Ipsos e Sopra para o jornal Le Monde indica que Marine Le Pen chegaria à segunda volta das eleições presidenciais face a um candidato da direita. A esquerda seria eliminada à primeira volta. O mesmo inquérito aponta que Alain Juppé venceria as primárias da direita com 36% dos votos, contra Nicolas Sarkozy com 29% e François Fillon com 22%.

Publicidade

De acordo com uma sondagem publicada hoje, dos institutos Cevipof, Ipsos e Sopra para o jornal Le Monde, Alain Juppé consolidou a vantagem nas intenções de voto para as eleições primárias da direita com 36% dos votos, contra Nicolas Sarkozy com 29% e François Fillon com 22%.

A mesma sondagem indica que face a um candidato do partido Os Republicanos, seja ele qual for, a líder da Frente Nacional, Marine Le Pen, chegaria à segunda volta das presidenciais de Maio de 2017, sendo o candidato da esquerda eliminado à primeira volta.

Esta noite, os sete candidatos da direita às eleições primárias confrontam-se no último debate televisivo, a três dias da primeira volta, numa altura em que o escândalo do financiamento líbio da campanha de Nicolas Sarkozy em 2007 volta a fazer polémica. O empresário Ziad Takieddine foi hoje ouvido pela polícia, depois de ter divulgado, esta terça-feira, que ele próprio transportou “um total de cinco milhões de euros” líquidos entre a Líbia e a França de Novembro de 2006 aos princípios de 2007. Takieddine disse ter entregado directamente o dinheiro a Nicolas Sarkozy e a um seu adjunto, Claude Guéant, e acrescentou que as malas de dinheiro lhe foram entregues, em Tripoli, pelo chefe dos serviços secretos sob o regime de Muammar Kadhafi.

À esquerda, o primeiro-ministro, Manuel Valls, considerou hoje possível que Marine Le Pen, a candidata da Frente Nacional, ganhe as presidenciais em França. O chefe de Governo respondia, em Berlim, a uma questão sobre a eventualidade da candidata da extrema-direita vencer, na sequência da eleição de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos.

Na mesma conferência de imprensa, questionado sobre quem é o candidato ideal para bater Marine Le Pen, Manuel Valls ficou, primeiro, em silêncio, depois disse que a resposta lhe poderia trazer “aborrecimentos” e não indicou o nome do actual presidente François Hollande. Valls disse que teria de ser alguém que defenda "a autoridade e a segurança", dois pilares da sua identidade política. O primeiro-ministro esconde cada vez menos a sua ambição de substituir François Hollande como candidato do Partido Socialista às presidenciais, caso o chefe de Estado não concorra a mais um mandato.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.