Acesso ao principal conteúdo
FRANÇA

França: Directora geral do FMI escapa a prisão

Christine Lagarde, directora geral do FMI, ex ministra francesa da economia
Christine Lagarde, directora geral do FMI, ex ministra francesa da economia Reuters

A directora geral do Fundo monetário internacional foi hoje condenada pela justiça francesa por negligência, embora dispensada de cumprir pena. Em causa a arbitragem que Christine Lagarde levara a cabo para resolver o litígio com o antigo banco público Crédit Lyonnais.

Publicidade

O FMI já anunciou hoje que o seu Conselho de administração se reuniria brevemente, na sequência desta decisão da justiça francesa.

A antiga ministra francesa nem aguardou pela sentença tendo regressado já a Washington.

Não há recurso possível para esta decisão do Tribunal de justiça da República, o único órgão capaz de julgar actos de membros do governo no exercício das suas funções.

Christine Lagarde fica dispensada de cumprir pena, não obstante a sua condenação por negligência no caso da arbitragem que promoveu em 2007 para resolver o litígio de Bernard Tapie com o banco Crédit Lyonnais.

Na altura o empresário em causa obtivera 400 milhões de euros.

Na sexta-feira Lagarde alegara ter agido exclusivamente em prol do interesse geral.

Neste caso ela arriscava-se a ter que cumprir uma pena de um ano de prisão e a ter que pagar uma multa de 15 000 euros.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.