Acesso ao principal conteúdo
França

Fillon face a novas revelações

Penelope e François Fillon num comício em Paris em Janeiro de 2017.
Penelope e François Fillon num comício em Paris em Janeiro de 2017. REUTERS/Pascal Rossignol

Esta noite, o canal de televisão France 2 difunde uma entrevista de Penelope Fillon datando de 2007 em que esta última refere nunca ter sido assistente dele, contrariando assim a linha de defesa do seu marido François Fillon, candidato da direita às presidenciais, na tormenta há mais de uma semana depois de o jornal "Canard enchainé" ter revelado que Penelope Fillon terá beneficiado de um emprego fictício de assistente parlamentar do marido durante vários anos.

Publicidade

Apesar da tempestade à sua volta, François Fillon deslocou-se hoje para as Ardennes, no nordeste de França, para continuar a sua campanha e recusou responder às perguntas sobre o chamado caso "Penelopegate" que não pára de o afundar um pouco mais todos os dias. Depois de já ter lançado a pedrada no charco na semana passada, esta quarta-feira o "Canard enchainé" revelou que Penelope Fillon nao terá recebido 500 mil Euros como tinha inicialmente anunciado, mas sim um pouco mais de 830 mil Euros com um emprego fictício de assistente parlamentar do marido e em seguida do seu suplente. Ainda de acordo com o jornal satírico, Penelope Fillon terá igualmente faturado 100 mil Euros no período 2012-2013 por dois artigos na publicação "Revue des deux mondes" cujo dono é um amigo de François Fillon.

As incómodas revelações contudo não param e para além de a imprensa divulgar antigos tweets em que François Fillon sublinha nunca ter estado envolvido em escândalos, hoje é o canal televisivo France 2 que tira da gaveta uma reportagem de 2007 em que Penelope Fillon refere nunca ter trabalhado como assistente do marido... "Declarações fora do seu contexto", lamenta o advogado de Penelope Fillon. Mas o facto é que estas declarações contradizem a linha de defesa de François Fillon que afirma ter dado um emprego real à esposa assim como aos dois filhos mais velhos que, antes de terminar os estudos de Direito, terão também recebido entre 2005 e 2007 um total de 83.735 Euros igualmente como assistentes parlamentares.

Este último aspecto também interessa a justiça que anunciou hoje ter aberto um inquérito sobre os dois filhos do antigo primeiro-ministro cuja substituição por outro candidato do seu campo tem estado a ser abertamente evocada por certas vozes do seu partido. É que de acordo com uma nova sondagem, cerca de 69% dos inquiridos já não querem que Fillon seja candidato às presidenciais.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.