Acesso ao principal conteúdo
Revista de Imprensa

Violência policial e pré-campanha em França

Áudio 04:15
Primeiras páginas dos jornais franceses de 9 de fevereiro de 2017
Primeiras páginas dos jornais franceses de 9 de fevereiro de 2017 RFI

As primeiras páginas dos franceses estão dominadas por temas nacionais mas ainda assim há Trump que tem às pernas manifestações de “progressistas”, segundo o jornal L'HUMANITÉ.Mas comecemos com a vida política francesa e  LE MONDE que titula: um programa sem se expor: dilema de Macron.A dois meses e meio das presidenciais, o candidato é pressionado pelos seus detractores mas também por certos apoiantes a apresentar o seu programa. Emmanuel Macron responde que está a preparar-se para presidir e governar o país e que vai desenvolver a sua estratégia de macroeconomia na próxima semana num documento de 10 a 12 compromissos com o povo francês, nota LE MONDE.Outro tema francês é violência polícial, com a polícia acusada, titula LA CROIX, referência a uma semana após cenas de violência policial contra um jovem de Aulnay-sous-bois, arredores de Paris.No editorial intitulado contra a barbárie, LA CROX nota que tratando-se de violência policial raramente a esquerda e a direita estão de acordo, mas desta vez todos condenam a acção de um polícia que utilizou o seu bastão para agressões rectais contra o jovem Théo de 22 anos, que se encontra hospitalizado.No internacional, o jornal comunista L'HUMANITÉ, titula: eles resistem a Trump, vozes da América progressista, com uma foto da estátua da liberdade.São escritores, sindicalistas, feministas, anti-racistas, defensores dos direitos cívicos empunhando cartazes com slogans do género: esta nação foi construída por imigrantes, o lugar da mulher é na revolução ou cães contra Donald.Por seu lado, LE FIGARO, escreve que o presidente americano em matéria de imigração está num braço de ferro com os juízes. Trump descobriu um novo adversário: juízes que ele acusa de interpretar a lei segundo as suas tendências políticas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.