Acesso ao principal conteúdo
FRANÇA

França: vale tudo pelas legislativas !

Os socialistas Bernard Cazeneuve, François Rebsamen e Jean-Cristophe Cambadélis em comício em Dijon de apoio a Emmanuel Macron a 2 de Maio de 2017.
Os socialistas Bernard Cazeneuve, François Rebsamen e Jean-Cristophe Cambadélis em comício em Dijon de apoio a Emmanuel Macron a 2 de Maio de 2017. PHILIPPE DESMAZES / AFP

Em França aguarda-se no domingo a tomada de posse do novo chefe de Estado, entretanto todos os partidos e movimentos se mobilizam já na perspectiva das eleições legislativas do próximo mês. Com o partido socialista ameaçado de cair aos pedaços.

Publicidade

Emmanuel Macron deve tomar posse no domingo e anunciar no dia seguinte o nome do seu primeiro-ministro.

Competirá a este levar a cabo a batalha rumo às eleições legislativas de Junho.

O movimento do presidente eleito deve passar a chamar-se "La République en marche", e na quinta-feira devem ser divulgados os nomes dos respectivos candidatos às eleições legislativas.

Quem não esperou mais foi Manuel Valls, o antigo primeiro-ministro socialista, frisou hoje a sua intenção em candidatar-se por esta força às eleições.

Porém o movimento do presidente eleito alega não ter recebido nenhum dossier da parte daquele que optara por apoiar Macron contra o candidato socialista Benoît Hamon.

O primeiro secretário do PS, Jean-Christophe Cambadélis, lembrou ser impossível ter o cartão do partido e candidatar-se por outra força.

Marine Le Pen, a derrotada de domingo, prometeu apostar nas legislativas, equacionanando mudar substancialmente a Frente Nacional, o seu partido, reunido ao mais alto nível desde hoje em Paris.

Quanto à direita o partido Les Républicains prepara-se sob a batuta do antigo ministro François Baroin para aquele escrutínio visando uma maioria absoluta no hemiciclo.
 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.