Acesso ao principal conteúdo
França

França: Migrantes vão beneficiar de centros de acolhimento

Imagem de Ilustração.
Imagem de Ilustração. Reuters/Pascal Rossignol

Em França o ministro do Interior, Gérard Collomb, apresentou várias medidas para assegurar melhores condições de acolhimento para os migrantes em Calais, no Norte do país.

Publicidade

O Conselho de Estado vai oferecer ajudas aos migrantes em Calais. Agora o ministro do Interior anunciou, entre outras medidas, a criação de dois centros de acolhimento nos arredores daquela cidade do Norte da França. De referir que Calais acolhia neste momento entre 400 a 700 migrantes, segundo uma estimativa realizada pelo Conselho de Estado.

Os centros de acolhimento, que vão estar situados nas cidades de Troisvaux e de Bailleul, deverão abrir as portas daqui dez dias, mas não vão poder acolher todos os migrantes visto que têm uma capacidade de 300 lugares.

Gérard Collomb anunciou também que vai haver duches e casas de banho para os migrantes, admitindo que a higiene tem sido um dos principais problemas, com o desenvolvimento de doenças nesses bairros da lata.

Por fim o Ministro do Interior decidiu abrir um inquérito sobre as condições de intervenção das forças da ordem, que a organização não-governamental Human Right Watch acusou de uso excessivo da violência com utilização de gás pimenta.

Ouça a Crónica sobre os Migrantes de Calais.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.