Acesso ao principal conteúdo
França

Terrorismo em duas frentes em França

Sala onde vai ter lugar o julgamento de Abdelkader Merah.
Sala onde vai ter lugar o julgamento de Abdelkader Merah. REUTERS/Philippe Wojazer

Em França os actos de terrorismo actuais e passados estão em cima da mesa. Ontem um homem matou duas mulheres em Marselha, enquanto hoje se abriu o julgamento de Abdelkader Merah, irmão de Mohamed Merah, que matou sete pessoas em Toulouse e Montauban em 2012.

Publicidade

O auto-proclamado Estado Islâmico continua a dar que falar em França. No domingo, em Marselha, um homem esfaqueou duas mulheres que acabaram por falecer. As autoridades francesas ainda não identificaram o homem, que foi morto mas segundo as impressões digitais, teria 7 identidades diferentes. Quanto às duas mulheres, eram primas e tinham cerca de 20 anos.

Apesar da prudência das autoridades em não determinar este ataque como terrorismo, o Estado Islâmico reivindicou o sucedido.

Enquanto esse inquérito está no início, um julgamento começa nesta segunda-feira por cumplicidade de actos terroristas e de assassínios tendo como objectivo um acto terrorista. No banco dos réus sentam-se Fettah Malki e sobretudo Abdelkader Merah, irmão de Mohamed Merah, autor de vários assassínios em 2012. Se o primeiro pode ter uma pena máxima de 20 anos, o segundo pode ser condenado a prisão perpétua.

Um julgamento demorado cujas conclusões apenas deverão ser conhecidas daqui a cinco semanas.

Ouça a Crónica sobre o Terrorismo em França.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.