Acesso ao principal conteúdo
Convidado

Polifonia de sonhos na Gulbenkian em Paris

Áudio 05:40
Director da delegação em França da Fundação Calouste Gulbenkian, Miguel Magalhães, n'A exposição de um sonho
Director da delegação em França da Fundação Calouste Gulbenkian, Miguel Magalhães, n'A exposição de um sonho RFI

Até 17 de Dezembro é possível ver "A exposição de um sonho" na delegação de Paris da Fundação Gulbenkian.Uma exposição sonora que parte de sonhos e de mandalas e que se transforma numa experiência sensorial descrita como "paisagem metafísica" pelo comissário da exposição Mathieu Copeland.As salas, aparentemente vazias, são invadidas por uma polifonia de sons que nos chegam através de 34 colunas; a maioria suspensas ao tecto e duas que se encontram no chão. A ideia é deambular pelas salas e tentar sonhar acordado, mas a primeira vontade é sentar-se ou deitar-se nesse mesmo espaço como fez parte do público aquando da inauguração, há precisamente uma semana.Mas existirá algum formato protótipo para uma exposição? Este é um dos conceitos explorados n'A exposição de um sonho explica o director da delegação em França da Fundação Calouste Gulbenkian, Miguel Magalhães.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.