Acesso ao principal conteúdo
Ciência

"Consumidores reféns do glifosato"

Áudio 07:31
"Consumidores da UE reféns do glifosato"
"Consumidores da UE reféns do glifosato" AFP/PHILIPPE HUGUEN

A União Europeia acaba de aprovar por mais cinco anos a renovação de licença do polémico herbicida glifosato. A França votou contra, o presidente Emmanuel Macron veio dizer que nos próximos três anos o glifosato vai deixar de ser usado no território francês.A renovação da licença do glifosato esteve envolta em polémica, isto depois de no passado mês de Março a Agência Internacional para a Investigação sobre o cancro, uma agência da Organização Mundial da Saúde, ter classificado o glifosato como "carcinogéneo provável para o ser humano”. A Monsanto, empresa que comercializa o glifosato, não concordou com esta classificação e pediu que uma rectificação à OMS.João Branco, presidente da Quercus, lamenta ofacto da União Europeia ter renovado a licença do herbicida e salienta que a instituição "sobrepôs os interesses económicos aos interesses humanos".  

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.