Acesso ao principal conteúdo
FRANÇA

França: Guia Michelin 2018 e a excelência da restauração

Michelin também distribuíu as suas estrelas na Ásia, como aqui na capital da Tailândia.
Michelin também distribuíu as suas estrelas na Ásia, como aqui na capital da Tailândia. AFP

Anualmente cumpre-se o ritual: o "Guide Michelin", o mais célebre guia gastronómico do mundo distribui as suas estrelas. 621 restaurantes foram distinguidos este ano, 5 a mais do que na última edição. A cerimónia decorreu no recinto Seine Musicale, na ilha Séguin em Boulogne Billancourt, perto de Paris.

Publicidade

Uma cerimónia que é a referência da gastronomia mundial, a partir de França, tida como incontornável na excelência culinária e que existe já há cinquenta anos.

No início da cerimónia prestou-se homenagem a Paul Bocuse, uma das maiores referências gastronómicas do mundo, falecido em França a 20 de Janeiro passado com 91 anos de idade.

Este guia atribui uma, duas ou três estrelas aos restaurantes que terão obedecido aos severos critérios de selecção dos inspectores do grupo.

Anne-Sophie Pic, a única mulher a contar com um resturante ostentando três estrelas neste guia Anne-Sophie Pic-Le Restaurant na cidade de Valence, foi a madrinha desta edição.

Dois restaurantes obtiveram três estrelas nesta edição: La Maison des Bois de Marc Veyraut em Manigod, nos Alpes, e Christophe Bacquié do restaurante do Hôtel du Castellet, no Sudeste.

O chefe Marc Veyraut, de 67 anos, é célebre por trajar de preto com o seu incontornável chapéu, e notabilizou-se, nomeadamente, pelo trabalho desenvolvido com ervas silvestres, e consegue, desta feita, esta distinção pela terceira vez.

Enquanto isso Christophe Bacquié, de apenas 45 anos, foi recompensado pela sua cozinha mediterrânica num restaurante que já ostentava duas estrelas desde 2010.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.