Acesso ao principal conteúdo
Revista de Imprensa

"Como é que populismos ganham eleições?"

Áudio 04:18
Primeiras páginas dos jornais 30/10/2018
Primeiras páginas dos jornais 30/10/2018 RFI

No Brasil, a vitória do candidato de extrema-direita Jair Bolsonaro confirma o aumento das correntes populistas no mundo. Como aconteceu com outros líderes autoritários, Bolsonaro alcançou a vitória através de uma retórica ulta-agressiva, jogou com o medo da violência e com a luta contra a corrupção."Vento planetário" escreve o conservador Le Figaro. "Ele não nega a comparação com Trump tropical". Jari Bolsonaro será no Brasil o que o militarismo de Manhattan é para os Estados Unidos. O antigo militar quer devolver o Brasil aos brasileiros. Anti-sistema, adepto culto do homem forte, tem um tom provocador, por vezes rancoroso e repleto de saídas sexistas e homofóbicas, mas Bolsonaro é um tanto ou quanto filho de Lula porque só conseguiu furar porque o Brasil vive nos últimos anos numa lento naufrágio."Novidades na Argélia?" O Presidente vai ser candidato à própria sucessão. Abdelaziz Bouteflika, Presidente argelino, há quase vinte anos, vai ser candidato à própria sucessão no próximo ano. O anúncio passou despercebido com a eleição de Jari Bolsonar."Agilidade" e "ligeireza", o primeiro-ministro francês anunciou que vai acabar com 120.000 postos de trabalho na função pública, até 2022.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.