Acesso ao principal conteúdo
França

Paris: Coletes Amarelos, parar ou continuar?

Os Coletes Amarelos manifestaram nos Campos Elísios no sábado 15 de Dezembro.
Os Coletes Amarelos manifestaram nos Campos Elísios no sábado 15 de Dezembro. REUTERS/Gonzalo Fuentes

O Movimento dos Coletes Amarelos prosseguiu a luta pelas suas reivindicações pelo quinto sábado consecutivo por todo o país. No entanto a mobilização diminuiu em relação às precedentes semanas.

Publicidade

O Movimento dos Coletes Amarelos reuniu 66 000 manifestantes em todo o país, segundo as autoridades francesas.

No que diz respeito aos números oficiais, o Movimento perdeu metade dos manifestantes visto que havia 126 000 a 8 de Dezembro.

De acordo com as autoridades 144 pessoas foram detidas em Paris, e houve ainda nove feridos ligeiros.

Miguel Cerejo, que manifesta desde o início, esteve novamente em protestos na capital francesa, desta vez pela Ópera no centro da cidade.

Para Miguel Cerejo, a luta continua, apesar do número de manifestantes ter diminuido por vários factores. Miguel Cerejo adiantou ainda que o Movimento tem de se estruturar.

Apesar da diminuição dos manifestantes, há muitos factores que poderão explicar esse fenómeno, como por exemplo o frio e a chuva constante durante o dia de ontem, ou ainda o aproximar das festas natalícias, ou os custos de deslocação para manifestar após vários sábados consecutivos, ou por fim aqueles que ficaram satisfeitos com as medidas do Presidente da República, Emmanuel Macron.

Vários apelos já foram lançados para um sexto sábado consecutivo de manifestações. A cerca de três dias das festas natalícias, será uma prova de fogo para o Movimento: a mobilização poderá continuar com os meus moldes, poderá apagar-se, ou poderá decretar uma ‘trégua’ para as festas de fim de ano antes de regressar em Janeiro. Todas as hipóteses estão em cima da mesa neste momento.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.