Acesso ao principal conteúdo
FRANÇA

Notre Dame reconstruída em 5 anos

Notre-Dame de Paris após o incêndio a 16 de Abril de 2019.
Notre-Dame de Paris após o incêndio a 16 de Abril de 2019. AFP

Em França o chefe de Estado preside nesta quarta-feira, na capital, a uma reunião para lançar a reconstrução da Catedral Notre-Dame da capital, devastada por um incêndio de grandes proporções na noite de segunda-feira. Emmanuel Macron prometeu desde ontem que a sé seria reconstruída no período de cinco anos.

Publicidade

"Somos este povo de construtores: temos tanto para reconstruir.

Então, sim: haveremos de reconstruir a catedral Notre Dame, ainda mais bonita do que era.

E quero que este processo esteja concluído daqui a cinco anos.

Podemos fazê-lo e aqui também mobilizar-nos-emos.

Acredito profundamente que compete-nos transformar esta catástrofe numa oportunidade de nos reunirmos todos.

Após uma reflexão aprofundada acerca daquilo que fomos e daquilo que deveremos ser.

Tornarmo-nos melhores do que aquilo que somos."

Nesta quarta-feira os sinos das catedrais francesas tocam em uníssono às 18h50, hora em que na segunda-feira foi decretado o incêndio na Sé de Paris, em jeito de homenagem a Notre Dame.

Os primeiros elementos da investigação apontam para que o incêndio seja de origem acidental e tenha sido provocado por um curto circuito.

A catedral de Paris, emblemático prédio gótico de mais de 800 anos, ficou sem o seu tradiconal pináculo, uma grande parte do tecto da sé ficou destruído por um incêndio que só foi controlado ao fim de horas de combate às chamas pelos bombeiros.

Um caso que chocou a França e o mundo, tratava-se do monumento mais visitado da Europa.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.