Acesso ao principal conteúdo
Futebol

Futebol: Mexer levantou Taça de França ao derrotar Neymar

Mexer, central moçambicano do Rennes.
Mexer, central moçambicano do Rennes. REUTERS/Charles Platiau

O Rennes venceu a Taça de França no Stade de France ao derrotar o Paris Saint-Germain por 6-5 na marcação das grandes penalidades, isto após o empate a duas bolas no fim do tempo regulamentar e do prolongamento.

Publicidade

A final 2019 da Taça de França de futebol opunha o Paris Saint-Germain, que venceu as quatro últimas edições, ao Rennes, que já tinha arrecadou dois troféus na sua história.

O PSG começou da melhor maneira: os brasileiros Daniel Alves, aos 13 minutos, e Neymar, aos 22 minutos, apontaram os dois golos do Paris Saint-Germain ainda na primeira parte.

No entanto a sorte bateu à porta do Rennes. Aos 40 minutos, o central francês do Paris Saint-Germain, Presnel Kimpembe, desviou na própria baliza um cruzamento do Rennes. No intervalo os Parisienses venciam por 1-2.

Na segunda parte o Rennes chegou ao empate. O internacional moçambicano Mexer apontou o segundo tento da equipa da Bretanha.

No fim dos 90 minutos as duas equipas estavam empatadas a dois golos. No prolongamento os Parisienses dominaram mas não conseguiram marcar, mostrando algum nervosismo. Aos 119 minutos de jogo, Kylian Mbappé foi expulso por uma falta perigosa sobre o central luso-francês Damien da Silva. No fim do prolongamento o empate mantinha-se.

Na marcação das grandes penalidades apenas um jogador falhou: Christopher Nkunku, o médio do Paris Saint-Germain. O Rennes venceu por 6-5 na marcação das grandes penalidades. A equipa da Bretagne venceu pela terceira vez a Taça de França, a última vez foi em 1971 frente ao Lyon por 1-0. Com este triunfo o clube do internacional moçambicano Mexer vai disputar a Liga Europa na próxima temporada.

Quanto ao Paris Saint-Germain vai terminar a época com dois títulos conquistados em França: a Ligue 1 e a Supertaça, tendo perdido a Taça da Liga e a Taça de França.

Em declarações à RFI, Neymar, avançado brasileiro do PSG, admitiu que a equipa estava triste com a derrota.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.