Acesso ao principal conteúdo
Vida em França

Paris homenageia Maria Helena Vieira da Silva

Áudio 11:35
Imagem de arquivo (Retrospectiva da obra de Maria Helena Vieira da Silva no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. 20 de Dezembro de 2012.)
Imagem de arquivo (Retrospectiva da obra de Maria Helena Vieira da Silva no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. 20 de Dezembro de 2012.) ANTONIO SCORZA / AFP

Os quadros “Jardins suspendus” (1955) e “Stèle” (1964), de Maria Helena Vieira da Silva, foram colocados, em Julho, na entrada do Palácio do Eliseu, em Paris. No sábado, a capital francesa baptizou uma rua com o nome da artista e a 19 de Setembro, também em Paris, vai ser inaugurada uma exposição dedicada à pintora. 

Publicidade

Considerada um dos grandes nomes da pintura francesa do século XX, Maria Helena Vieira da Silva nasceu em Lisboa, mas viveu quase sempre em Paris e naturalizou-se francesa em 1956. Paris homenageou-a este sábado ao dar-lhe o nome de uma rua no bairro onde ela morou até morrer, em 1992. A capital francesa também vai acolher, de 19 de Setembro a 16 de Novembro, uma exposição na galeria Jeanne Bucher Jaeger, com quem a artista trabalhou assim que chegou a Paris, em 1928.

Entretanto, dois quadros da pintora foram colocados, este verão, na entrada do Palácio do Eliseu, no vestíbulo de honra onde o Presidente francês acolhe todos os chefes de Estado que o visitam. Uma escolha que não surpreendeu João Pinharanda, conselheiro cultural da Embaixada de Portugal em França, com quem conversámos sobre estas iniciativas. Uma entrevista para ouvir nesta edição de Vida em França.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.