Acesso ao principal conteúdo
Saúde

Emmanuel Macron promete 14 mil milhões de euros ao Fundo Mundial

Bill Gates (esquerda) e Emmanuel Macron (direita) prometeram angariar fundos até atingir o objectivo de 14 mil milhões de euros.
Bill Gates (esquerda) e Emmanuel Macron (direita) prometeram angariar fundos até atingir o objectivo de 14 mil milhões de euros. Ludovic MARIN / AFP

Doadores públicos e privados comprometeram-se a contribuir com 13,920 mil milhões de euros para o Fundo Global da Luta contra a Sida, a Tuberculose e a Malária, anunciou em Lyon o Presidente francês.

Publicidade

Emmanuel Macron encerrou a sexta edição da Conferência do Fundo mundial contra o VIH, a tuberculose e a malária, que decorreu em Lyon em França, durante dois dias.

O objectivo era recolher pelo menos 14 mil milhões de dólares de financiamento na luta contra estas epidemias.

Emmanuel Macron prometeu atingir o objectivo nas próximas semanas.

Vamos mobilizar novamente de maneira substancial a ajuda bilateral francesa em vários projectos concretos e três eixos prioritários: A saúde materno-infantil, e a saúde sexual e reprodutiva, a segurança social universal e o reforço dos sistemas de saúde. E depois há a luta pelo Fundo Mundial que nos reúne hoje. A França, como sabem, é o segundo doador histórico. Pedimos a todos para aumentarem os donativos em 15%. Tudo isto junto e com os esforços desta manhã, estamos a 13 biliões e 800 milhões de euros. Perante isto, com os pedidos que foram feitos à França para aumentar os donativos em 20% e não em 15%, vamos doar 60 milhões de euros para chegar aos 20% e Bill Gates, como sempre disse-me, se é assim também alinho! Ele colocará também 60 milhões de euros. São 120 milhões. Acho que podemos dizer, razoavelmente, que já estamos em 14 mil milhões. Mas com Bill Gates, Bono e Peter Sands, e a França, estamos de acordo para tentar arrecadar ainda pelo menos 100 milhões de dólares, para chegarmos, no mínimo, aos 14 mil milhões prometidos”, conclui.

Criado em 2002 no intuito de erradicar a sida, tuberculose e a malária no horizonte 2030, o fundo do mesmo nome organiza de três em três anos uma conferência para recolher financiamentos no intuito de lutar contra estas epidemias que todos os anos matam 3 milhões de pessoas em todo o mundo. De acordo com os últimos dados da Onusida, quase 38 milhões de pessoas estão infectadas com o VIH a nível mundial. As ONGs estimam que 600 mil pessoas tenham tuberculose multi-resistente e, segundo a OMS, contabilizaram-se pelo menos 219 milhões de casos de paludismo em todo o globo no ano passado.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.