Acesso ao principal conteúdo
Revista de Imprensa

Brexit avança caótico na data de 31 de outubro

Áudio 03:51
Primeiras páginas dos jornais franceses 17 de outubro de 2019
Primeiras páginas dos jornais franceses 17 de outubro de 2019 RFI

As primeiras páginas dos jornais franceses estão dominadas por reacções sobre a fase derradeira das negociações sobre o Brexit.Brexit: braço de ferro até ao fim, titula, LE FIGARO. Britânicos e europeus tinham a esperança de chegar ontem à noite a um acordo. O Presidente Macron, na sua conferência de imprensa conjunta com Angela Merkel dizia ontem acreditar num acordo. Foram longas horas de discussões subsistindo até ao fim três grandes obstáculos entre os 27 e os britânicos.No Parlamento de Westminster, houve um debate marcado por uma violência política extrema, com Boris Johnson, a ameaçar parlamentares de rendição ou 7 eleitos a denunciar ameaças de morte, nota, LE FIGARO. Brexit:Londres e Bruxelas perante a História, replica, LA CROIX. Uma cimeira europeia decisiva decorre hoje na capital belga sabendo que a data do Brexit está prevista para 31 de outubro. Os europeus estão em dificuldades na recta final das negociações sobre o Brexit, sublinha, LA CROIX, no seu editorial. Tentam com efeito conciliar dois objecitvos contraditórios: estabelecer controlos rigorosos entre a União europeia e o Reino Unido; e evitar que uma fronteira física apareça entre a República da Irlanda, membro da União europeia e a província britânica da Irlanda do norte, nota, LA CROIX.Brexit, temos que ir lá, titula, LIBÉRATION, ilustrado pela foto de Johnson. É o começo do fim duma saga sem fim? O projecto do Brexit foi construído sobre areias movediças? É verdade. Várias vozes na Europa continental mas também do outro lado britânico chamaram à atenção para o perigo que seria o abandono da União europeia, imperfeita, mas muito mais protectora que destruidora. Em vão, sublinha, LIBÉRATION, no seu editorial, encostado à parede.Mudando de assunto, LE MONDE, titula, alerta mundial sobre a dívida das empresas. Depois da crise de 2008, a dívida das empresas, não parou de crescer na maioria dos continentes. Num relatório publicado ontem o FMI alerta para o risco duma crise monetária e o abrandamento da economia. No primeiro trimestre deste ano a dívida total das empresas era de 91,4% do produto interno bruto mundial, nota, LE MONDE.   L'HUMANITÉ, titula, cadeia de supermercados Carrefour, perante o juiz. Mesmo com 2 mil milhões de euros de ajudas públicas, o grupo comercial suprime 10 mil postos de emprego.Em relação à África, LIBÉRATION, destaca, Marrocos e a jornalista Hajar Raissouni agraciada pelo Rei. Condenada a 1 ano de cadeia por aborto ilegal, a jornalista de 28 anos de idade, viu-se libertada, na companhia do marido e os médicos envolvidos no aborto, por ordens do soberano Mohammed VI. O caso da jornalista Hajar tinha suscitado grande emoção, no seu país, acrescenta, LIBÉRATION.Enfim, uma nota literária, com Lídia Jorge, como principal destaque do Suplemento do jornal LE MONDE e a tradução do seu livro Estuário. Um romance com ares de fábula e que se situa numa casa burguesa arruinada de Lisboa, frente ao Tejo. O romance Estuário da grande romancista portuguesa toca precisamente aquilo que hoje afecta as consciências, um pressentimento de fim do mundo, acrescenta, LE MONDE no seu suplmento literário.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.