Acesso ao principal conteúdo
França

França: Édouard Philippe apela ao diálogo para pôr fim à greve geral

Primeiro-ministro francês, Edouard Philippe. 20 de Novembro de 2019.
Primeiro-ministro francês, Edouard Philippe. 20 de Novembro de 2019. Martin BUREAU / AFP

A greve geral levou mais de 800 mil franceses às ruas e foi reconduzida esta sexta-feira. Os transportes da capital continuam praticamente paralisados. Os sindicatos apelam a uma nova manifestação na terça-feira.

Publicidade

O primeiro-ministro, Édouard Philippe, exprimiu-se esta tarde durante um quarto de hora, para fazer um ponto quanto à mobilização contra a revisão do sistema das pensões de reforma e prometeu apresentar em detalhe este projecto governamental na quarta-feira ao meio-dia.

Édouard Philippe afirmou que "a linha política do governo francês nunca será baseada na confrontação" e mostrou vontade em abrir a via do diálogo com os trabalhadores da rede de transportes parisiense e os trabalhadores ferroviários para encontrar consenso.

Eis a declaração de Édouard Philippe, primeiro-ministro francês: “A minha posição nunca será o confronto. Desde o início deste debate, desde que começámos a trabalhar no sistema de reformas universal, vi algumas pessoas a apontar o dedo a certos sectores da sociedade de serem responsáveis de todos os problemas. Penso que o sistema de reformas universal permite garantir a todos os cidadãos e aos seus filhos, uma reforma e um sistema mais justo e mais sólido, merecendo um verdadeiro debate. Os cidadãos sabem que a grande diversidade dos regimes actuais, dos 42 regimes de pensões actuais, não pode continuar. Eles sabem que temos de renunciar aos regimes especiais que já não são adequados”.

Os diferentes sindicatos dos transportes públicos, além de prosseguir a greve geral até 9 de dezembro, apelaram a mais um dia de manifestações na terça-feira 10 de dezembro.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.