Acesso ao principal conteúdo
Desporto

Judo: Portuguesa Rochele Nunes arrecadou medalha de bronze em Paris

Áudio 06:41
Rochele Nunes, atleta portuguesa, conquistou a medalha de bronze em Paris.
Rochele Nunes, atleta portuguesa, conquistou a medalha de bronze em Paris. JACK GUEZ / AFP

A atleta portuguesa Rochele Nunes arrecadou a medalha de bronze no Grand Slam de Paris, na categoria de +78 kg, que decorreu no passado fim de semana no AccorHotels Arena.

Publicidade

Rochele Nunes derrotou a Tunisina Nihel Cheikh Rouhou na luta pelo terceiro lugar, arrecadando desta forma a medalha de bronze.

A prova começou bem para a Portuguesa que venceu quatro combates consecutivos. Nas meias-finais Rochele Nunes foi derrotada pela atleta da Bielorrússia, Maryna Slutskaya, mas na repescagem, na luta pela medalha de bronze, a Portuguesa derrotou a Tunisina Nihel Cheikh Rouhou.

Em declarações aos jornalistas, Rochele Nunes estava feliz com a medalha de bronze.

A atleta portuguesa alcançou o melhor resultado entre os participantes portugueses na prova parisiense.

Portugal não foi o único país lusófono presente no Grand Slam de Paris que decorreu no AccorHotels Arena. O Brasil também marcou presença, bem como três países da África lusófona: Cabo Verde, Guiné-Bissau e Angola.

A delegação brasileira conseguiu conquistar duas medalhas de bronze na vertente feminina: Larissa Pimenta na categoria de -52 kg e Beatriz Souza nos +78 kg.

No que diz respeito às delegações da África Lusófona, apenas um atleta angolano conseguiu vencer um combate, Wilson Bimbi Afonso na categoria de -81 kg.

O judoca angolano venceu o primeiro combate frente a Hugo Cumbo, atleta de Vanuatu, mas acabou por ser derrotado no segundo combate frente a Yunus Bekmurzaev da Bielorrússia.

Em entrevista à RFI, Wilson Bimbi Afonso espera marcar presença nos Jogos Olímpicos de Tóquio que decorrem no Verão de 2020, mostrando-se feliz pela sua participação no Grand Slam de Paris.

Os outros judocas da África Lusófona foram todos eliminados no primeiro combate que realizaram. Cabo Verde e Guiné-Bissau foram representados por uma atleta, enquanto Angola teve nove atletas, 8 nos masculinos e uma nas femininas.

A RFI falou com Taciana César, atleta guineense, que saiu decepcionada com a derrota no Grand Slam parisiense, mas lembrou que o principal objectivo é participar nos Jogos Olímpicos.

Recorde-se que o apuramento para as provas de judo para os Jogos Olimpicos decorre até 30 de Maio.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.