Acesso ao principal conteúdo
Imprensa

"Diálogo de gigantes", escreve Le Figaro sobre encontro entre Obama e Hu Jintao

O presidente chinês, Hu Jintao, e o presidente americano Barack Obama durante cúpula em Washington.
O presidente chinês, Hu Jintao, e o presidente americano Barack Obama durante cúpula em Washington. Reuters

"Diálogo de gigantes", escreve Le Figaro sobre encontro entre Obama e Hu Jintao

Publicidade

A imagem de Barack Obama e de Hu Jintao na primeira página do jornal simboliza a aproximação dos dois países. Le Figaro informa que os Estados Unidos tentam negociar com chineses e russos os tipos de sanções que esses países, com poder de veto no Conselho de Segurança da ONU, aceitariam contra o Irã. Le Figaro explica, por meio de um comentário feito no domingo pela secretária de Estado Hillary Clinton, que os Estados Unidos tiveram uma "paciência estratégica" para chegar a um consenso sobre a necessidade de aplicar novas sanções contra o Irã.

Libération, jornal de esquerda, destaca as intenções do presidente francês, Nicolas Sarkozy, de indicar um aliado, Alexandre Bompard, para chefiar a televisão pública do país. Em editorial, o Libé alerta para as obscuras intrigas ao redor dessa indicação, para benefício próprio de Sarkozy. O jornal traz ainda a polêmica causada pelo Facebook, o site social com 450 milhões de integrantes, que declarou estudar a possibilidade de compartilhar dados dos usuários com outros sites ainda não definidos.
Uma ideia comercial que gera o medo da invasão da privacidade entre os usuários.

O jornal local Le Parisien tem como matéria principal um alerta sobre a falta de instituições especializadas para dar assistência às 13 mil crianças e adolescentes deficientes no país. Diante de listas de espera quilométricas, os pais franceses falam sobre essas dificuldades na reportagem.

Já o diário católico La Croix traz uma reportagem de capa sobre os sem-teto da capital francesa, que vivem nos bosques nos arredores de Paris. Outro destaque do jornal é a crescente ameaça de recrudescimento da extrema-direita na Europa. Durante muito tempo marginal, os extremistas ganham força em países como Hungria, Holanda, Dinamarca e Itália.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.