Acesso ao principal conteúdo
Itália/Brasil

Brasil não é ilha de crescimento 'feliz', afirma Mercadante em Roma

O ministro de Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante.
O ministro de Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante. Renato Araujo/ABr

O ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, disse nessa quarta-feira, em Roma, que a Ásia e a América Latina não poderão sustentar por muito tempo o crescimento econômico global. O Brasil está preparado para enfrentar a crise, afirmou Mercadante, mas o país "não é uma ilha feliz que pode evitar todos os desajustes decorrentes da crise".

Publicidade

Mercadante representa o governo brasileiro na 5ª Conferência Itália-América Latina, que se realiza em Roma. O ministro insistiu que o Brasil está disposto a ajudar os europeus para evitar as graves consequências políticas e sociais da crise ecoonômica internacional.

A perspectiva de recessão na Europa preocupa as autoridades brasileiras. Mercadante avalia que a segunda fase da crise de 2008 será mais difícil de ser superada, se os países europeus não tomarem medidas para estimular a economia, com políticas de estabilidade macroeconômica combinadas com políticas sociais.

O ministro lembrou que Brasil e Itália se comprometeram com metas do G20 de transparência e maior responsabilidade nos mercados financeiros e cobrou reformas urgentes de regulamentação do sistema financeiro.

A 5ª Conferência Itália-América Latina reúne chanceleres e representantes de 15 países da região na capital italiana.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.