Acesso ao principal conteúdo
Aung San Suu Kyi/Europa

Suu Kyi é recebida em Paris com honras de chefe de Estado

Líder da oposição birmanesa Aung San Suu Kyi é recebida no Parlamento inglês, em 21 de junho
Líder da oposição birmanesa Aung San Suu Kyi é recebida no Parlamento inglês, em 21 de junho Reuters

A líder da oposição birmanesa Aung San Suu Kyi chega nesta terça-feira para uma visita de três dias à França, última etapa de sua badalada turnê pela Europa. O trem que traz Suu Kyi de Londres chega a Paris hoje à tarde. às seis da tarde, ela será recebida em um jantar no Palácio do Eliseu, seguindo o protocolo reservado a chefes de Estado.

Publicidade

Ao longo dos três dias, Aung San Suu Kyi falará na Assembleia Nacional, no Senado e na Prefeitura da Capital, onde será condecorada "cidadã honorária da cidade de Paris". Seu último compromisso na cidade será uma conferência para mil estudantes, na Universidade Sorbonne.

Esta é a primeira vez que Suu Kyi deixa Mianmar (a antiga Birmânia), depois de quase 25 anos confinada - 22 deles em prisão domiciliar. Mesmo quando seu ex-marido e pai de seus dois filhos estava no leito de morte no Reino Unido, Suu Kyi preferiu não sair, com medo de que a junta militar que controla o país não autorizasse seu retorno. Na semana passada, ela pode voltar a Oxford, onde estudou nos anos 60, conheceu seu marido e teve seus filhos. Além de receber o título de Doutor Honoris Causa da Universidade, ela se encontrou com parentes e amigos que não via desde 1988.

O outro ponto alto da viagem foi o recebimento do Prêmio Nobel da Paz, em Oslo, 21 anos depois de ser laureada. No discurso de agradecimento, Suu Kyi disse que durante a prisão domiciliar, ela se sentia "fora do mundo real". O prêmio a trouxe de volta e a ajudou a continuar sua luta pelos direitos humanos em Mianmar.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.