Acesso ao principal conteúdo
Imprensa francesa

Governo francês procura solução para aumento da criminalidade ligada ao tráfico de drogas

Policiais franceses durante operação no conjunto habitacional de Brassens, ao norte de Marselha.
Policiais franceses durante operação no conjunto habitacional de Brassens, ao norte de Marselha. AFP/ GERARD JULIEN

Os jornais de hoje dão destaque à reunião ministerial prevista na França, em que o primeiro-ministro Jean-Marc Ayrault vai discutir um plano global de combate à criminalidade em Marselha, no sul do país.

Publicidade

A cidade está em pé de guerra devido ao tráfico de drogas e à economia subterrânea que tomou conta de conjuntos habitacionais em bairros carentes. Os tiroteios e homicídios provocados por acertos de contas entre traficantes se multiplicam levando medo à população.

O jornal Le Figaro diz que Marselha vive uma verdadeira "epidemia" de crimes ligados aos tráfico. O jornal relata que a maioria dos traficantes da cidade tem em média 20 anos e chegam a ganhar 2 mil euros, cerca de 5 mil reais por dia, de acordo com estimativa da própria polícia.

Os 3 mil policiais que patrulham a cidade são insuficientes, afirma o jornal, e mesmo se a polícia vasculha de duas a três vezes por dia os pontos de venda de drogas, ela não dá conta do volume gerado pelo negócio. Desde o início do ano, a polícia de Marselha já apreendeu uma tonelada de maconha na cidade, 192 fuzis kalashinikovs e 95 pistolas, diz Le Figaro.

O diário católico La Croix conta que os moradores dos conjuntos residenciais populares estão desamparados diante da violência. Eles reclamam que a polícia prende os delinquentes, mas acaba soltando no mesmo dia. Vinte pessoas morreram desde o início do ano em acertos de contas na região, informa o La Croix.

O governo francês estuda uma solução e a grande polêmica é se soldados do Exército devem participar da segurança nos bairros "quentes" da cidade.

La Croix publica dados sobre o consumo de drogas na França: 1,2 milhão de franceses consomem regularmente a maconha, sendo 550 mil diariamente. Em 2011, 41,5% dos jovens de 17 anos já tinham consumido a droga. Em 2010, a polícia francesa apreendeu 57 toneladas da erva.

A cocaína está cada vez mais acessível. Cerca de 1,5 milhão de franceses admitem ter experimentado a droga. O consumo de ecstasy está em declínio, mas 1,1 milhão de franceses já tomaram a pastilha. Quanto à heroína, o consumo tem aumentado significativamente.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.