Acesso ao principal conteúdo
Saúde/Tabaco

Estudo denuncia uso de aplicativos para promover o cigarro em smartphones

Alguns aplicativos permitem acumular pontos por cada pacote de cigarros comprado.
Alguns aplicativos permitem acumular pontos por cada pacote de cigarros comprado. REUTERS/Srdjan Zivulovic

Um estudo publicado nessa segunda-feira revela o aumento de número de aplicativos para telefones celulares criados com o objetivo de promover o tabaco, inclusive entre as jovens e crianças. Os pesquisadores chamam a atenção para o risco desse tipo de estratégia e denunciam o desrespeito à legislação que controla a publicidade ligada ao cigarro.

Publicidade

De acordo com o estudo publicado pela revista Tobacco Control e realizado por pesquisadores da Universidade de Sydney, na Austrália, 107 aplicativos pró-tabaco estavam disponíveis nas lojas online Apple App Store e Android Market em fevereiro, quando a pesquisa foi realizada. Alguns desses programas permitem que o usuário simule a ação de fumar, ou ainda que acumule pontos a cada vez que comprar cigarros da marca Marlboro.

Dos 107 aplicativos repertoriados, 42 estavam no Android Market, onde já haviam sido baixados por cerca de 6 milhões de usuários dos smartphones. Para os autores do relatório, dirigido pelo professor Nasser BinDihm, esses aplicativos “violam o artigo 13 da Convenção da Organização Mundial da Saúde para o controle de tabaco, que proíbe a publicidade e a promoção do cigarro em todos os veículos de comunicação”.

“Os jovens são particularmente vulneráveis por causa da popularidade dos smartphones nessa faixa etária”, argumentam os autores do estudo, que convidaram os grandes nomes do setor a controlarem melhor o conteúdo colocado à disposição em suas lojas virtuais. Em 2011 o número de assinantes de telefones celulares atingiu os 6 bilhões de usuários, mais que o dobro do volume de assinantes provedores de acesso à internet.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.